Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Rio

Polícia prende mais dois suspeitos de matar ex-agente da ditadura

Agência Brasil

A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense prendeu hoje (30) mais dois suspeitos de matar o coronel reformado do Exército Paulo Malhães. Maicon José Cândido e Alex Sandro de Lima foram presos em Santa Cruz, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. Contra eles havia mandados de prisão expedidos pela Justiça.

A Polícia Civil informou que a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense concluiu o inquérito sobre a morte do coronel reformado. Três suspeitos de matar o ex-militar já tinham sido presos, o caseiro do sítio de Malhães, Rogério Pires, e seus irmãos Rodrigo e Anderson.

Paulo Malhães, de 76 anos, foi encontrado morto na manhã do dia 25 de abril, em seu sítio na zona rural de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A polícia acredita que Malhães tenha sido morto durante um assalto à residência.

O ex-militar era agente do Centro de Informações do Exército (CEI), durante o regime militar (1964-1985), e prestou depoimento em março deste ano à Comissão Nacional da Verdade. No depoimento, ele admitiu ter torturado, matado e ocultado cadáveres de presos políticos durante a ditadura.

Tags: coronel, investigação, malhães, morte, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.