Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Rio

Problemas com torcedores no Maracanã geram 11 processos penais

Agência Brasil

A Justiça do Rio de Janeiro abriu 11 processos penais contra torcedores, por problemas nos quatro jogos da Copa do Mundo realizados no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã. As ações foram abertas a partir de audiências feitas pelo Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos do Tribunal de Justiça, entre os dias 15 e 25 deste mês.

Entre as ocorrências, que geraram a determinação de pagamentos de cestas básicas e multas, estão a de um uruguaio que invadiu o Maracanã sem ingresso e de um francês que jogou seu sapato no campo. Mais um francês foi detido por desacato a policiais.

Três torcedoras da Argentina foram encaminhadas ao Juizado por porte de maconha. Em outra situação, a briga entre dois torcedores, um brasileiro e um equatoriano, foi parar na Justiça.

O jogo que teve mais problemas, segundo a Justiça do Rio, foi a partida entre a Espanha e o Chile. Nesse dia, a Justiça teve que ser acionada, inclusive no episódio da invasão do Maracanã por torcedores chilenos. O juiz Alexandre Pimentel Cruz determinou que os estrangeiros fossem transferidos para a Cidade da Polícia, com escolta da Polícia Federal.

Em nota, a Justiça do Rio informou ainda que os juizados dos aeroportos registraram 137 reclamações envolvendo cancelamentos (78) e atrasos (59) nos voos nos aeroportos Santos Dumont e Internacional Tom Jobim/Galeão, entre os dias 5 e 23 deste mês. No Santos Dumont, especificamente, o juizado também recebeu 21 reclamações por extravio, 21 por defeito no serviço, sete por furto e oito por dano e violação de bagagem.

Tags: Copa, estádio, juizado, justiça, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.