Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Rio

Procon do Rio entra com ação contra TAM, Gol e Smiles

Agência Brasil

O Procon do Rio de Janeiro entrou com ação civil pública na 6ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Estado contra as empresas aéreas TAM e Gol e a empresa Smiles S.A. por problemas em seus programas de milhagem. A ação foi feita com base em reclamações de clientes dessas empresas de atraso na computação de milhas, dificuldade na obtenção de passagens pelo programa Smiles na alta temporada e súbito aumento sem aviso prévio do valor da passagem adquirida por meio do programa. 

De acordo com o Procon, os programas de fidelidade elevam significativamente as receitas das empresas citadas na ação sem, em contrapartida, oferecer um serviço eficiente e adequado a seus clientes.

A ação pede à Justiça que as empresas citadas sejam obrigadas a informar seus clientes, até a conclusão da compra, sobre aumento repentino no número de milhas necessário para passagens que queiram adquirir, por telefone, mensagens de texto no celular ou e-mail. Esses aumentos deverão constar também no site da empresa e a multa diária será de R$ 50 mil para aquelas que não cumprirem a liminar.

A ação estipula também que as empresas computem as milhagens adquiridas pelos clientes de forma adequada e imediata no programa de fidelização e disponibilizem passagens por meio do programa de milhagem em qualquer época do ano e em todos os canais de venda, sem qualquer limitação quanto ao número de assentos que podem ser comprados. O não cumprimento desta determinação implica multa diária de R$ 50 mil e ressarcimento em dobro aos consumidores por danos materiais.

A Gol respondeu por meio da assessoria de imprensa que a empresa Smiles é a responsável pelo programa de milhagens da empresa, e a quem cabe comentar a ação. A Smiles informou que não têm informações sobre a ação e que não recebeu notificação oficial a respeito. Entretanto, a empresa garantiu que disponibiliza passagens para serem resgatadas com milhas em todos os voos de sua principal parceira aérea, a Gol, sem restrições e inclusive na alta temporada. No caso das parceiras aéreas internacionais, a Smiles argumentou que a disponibilidade de assentos se dá segundo a regra de cada companhia aérea, mas que vem ampliando suas parcerias aéreas e também a quantidade de assentos internacionais disponíveis, que dobrou conforme anunciado recentemente pela empresa.

A empresa disse ainda que informa os clientes com 90 dias de antecedência por e-mail e pelo site em caso de alterações no regulamento ou número mínimo de milhas exigido para emissão de bilhetes aéreos.

A assessoria da TAM também respondeu que não foi notificada sobre a ação e que por isso não comentará o assunto.

Tags: aérea, companhia, consumidor, justiça, punição

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.