Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Setembro de 2014

Rio

Passarela do Maracanã é reforçada, após balançar com a passagem de torcedores

Agência Brasil

A passarela provisória de acesso à nova estação de metrô Maracanã, na zona norte do Rio de Janeiro, passou por reparos na madrugada desta terça-feira (17). Vídeos postados na internet mostram a estrutura balançando durante a saída de milhares de torcedores do jogo de domingo (16). Com o reforço de barras diagonais e horizontais, a passarela ganhou firmeza. O local foi vistoriado novamente pela Defesa Civil do Estado que aprovou as normas de segurança. 

O engenheiro civil Antônio Eulálio, especialista em grandes estruturas do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-RJ), verificou ontem à tarde a passarela e identificou uma série de falhas. Segundo ele, houve erro no projeto ou na execução da obra, que poderia colocar em risco quem cruzasse a plataforma. “Se a estrutura estivesse correta, eles não teriam voltado para consertar. Agora, acho que resolveram, fizeram o que deveriam ter feito antes”, disse. 

Vídeos postados na internet mostraram a estrutura balançando
Vídeos postados na internet mostraram a estrutura balançando

De volta a passarela na manhã de hoje, Eulálio conversou com os profissionais da obra e informou que os reparos começaram por volta das 23h de ontem e seguiram até as 3h de hoje, quando um grupo de homens do Exército testou a nova solução. “O problema da rigidez foi corrigido aumentando a firmeza da passarela com as barras diagonais e horizontais”, esclareceu o engenheiro.

Antônio Eulálio também solicitou que o nível das tábuas fosse igualado para evitar que alguém tropeçasse em desníveis. “Esse barulho que você está ouvindo agora é do conserto do desnivelamento”, ressaltou.  Ele também confirmou que parte da estrutura amarrada com arames e pregos foram retiradas. “Não tem mais isso”, frisou.

Antes dos reparos, além do risco em relação à segurança, o engenheiro do Crea explica que a inquietação, ao cruzar a plataforma cambaleante, poderia causar uma tragédia. “O fato de tremer tanto gera um desconforto grande. Aí, um gaiato está passando, diz que [a passarela] está caindo, gera um pânico generalizado e pode morrer muita gente”.

O governo do estado informou, em nota, que pediu a empresa responsável pela plataforma, para providenciar o reforço na estrutura e dar “mais tranquilidade” aos pedestres.

Tags: 2014, brasil, Copa, perigo, público, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.