Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Rio

Religiões afro-brasileiras ganham novo aliado no combate à intolerância

Jornal do Brasil

Nesta quarta-feira (10), o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, confirmou, em reunião com representantes da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) que a Igreja Católica entrará como 'Amicus Curiae' na ação do Ministério Público Federal (MPF) , que pede a retirada de 16 vídeos com conteúdo depreciativo em relação às religiões afro-brasileiras. O encontro contou com a presença de representantes da Umbanda, Candomblé Islamismo e Judaísmo, e aconteceu na residência oficial do cardeal, na Glória.

Ivanir dos Santos comentou que a participação da Igreja Católica é fundamental, classificando como uma expressão de aliança e respeito. "O trabalho que estamos fazendo está tendo um alcance para a sociedade. E Dom Orani compreendeu a importância desse diálogo.Já entraram no processo a Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro (Fierj) e o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), e tivemos um diálogo com a Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro (SBMRJ), que também acompanhará", esclareceu o interlocutor da Comissão, que afirma ser saudável a discussão.

"Mostraremos que é um debate sério, que queremos impedir o desrespeito, a perseguição e ódio. O apoio das outras religiões é importante para todos nós. Quem ganha é a sociedade brasileira. Quase todas as religiões sofrem preconceito. Precisamos aperfeiçoar um novo debate sobre a democracia. A umbanda e o candomblé não podem ser vilipendiados. O debate no judiciário será muito relevante", defendeu.

Tags: afrontam, candomblé, divulgação, umbanda, vídeos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.