Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Rio

Rio de Paz faz manifestação contra gastos da Copa 

Jornal do Brasil

O Movimento Rio de Paz vai promover, nesta terça-feira, das 6h às 18h, em frente ao Copacabana Palace, uma manifestação contra os gastos públicos da Copa. A partir das 4h, voluntários fixarão nas areias as 12 bolas de futebol gigantes pintadas com cruzes vermelhas, que foram usadas em recente protesto de Brasília. Um barraco também será montado na praia e duas faixas em inglês e português serão estendidas, com a seguinte frase: "Copa do Mundo num país de miséria, financiada com dinheiro público, é problema moral".

Segundo o Rio de Paz, a manifestação tem como objetivo apresentar às autoridades públicas brasileiras, à Fifa e aos candidatos às eleições presidenciais de 2014 seis reivindicações: que União, Estados e Municípios peçam perdão ao povo por terem levado o brasileiro a crer que a Copa seria realizada com verba da iniciativa privada; por terem investido fortuna de dinheiro público numa competição esportiva; por terem gastado mais com a Copa do que o que havia sido anteriormente anunciado; por terem realizado a Copa com dinheiro público sem consultar o povo; por terem menosprezado a consciência social do povo brasileiro, que até agora não entendeu como a vontade política que falta para o investimento em saúde, segurança e educação manifestou-se na realização da Copa; e por terem permitido superfaturamento na construção dos estádios de futebol.

Entre outras reivindicações, o Movimento exige que seja observado um minuto de silêncio, no primeiro jogo do Brasil, em memória dos que morreram na construção dos estádios para a Copa. Pede também escolas e hospitais tão concretos quanto as arenas esportivas que foram construídas. 

"Exigimos que, por meio de uma democracia mais participativa, o povo tenha o direito de fazer "Pressão Fifa" para "Padrão Fifa" nos serviços públicos, podendo assim cobrar com liberdade o cumprimento do prometido, tal como os dirigentes da Fifa fizeram ao longo dos últimos anos. Exigimos que nunca mais fortuna de dinheiro público seja gasta em grandes eventos sem que o povo brasileiro seja consultado", diz o Rio de Paz.

Além disso, a ONG exige que a Fifa declare objetivamente quanto -do lucro astronômico que obterá nesta Copa-, deixará no Brasil, como expressão de uma responsabilidade social "Padrão Fifa".

 

 

Tags: Atos, CONSTRUÇÃO, Copa, estádios, protestos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.