Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Rio

Acidente entre ônibus BRT e caminhão bloqueia trânsito

Especialistas alertam para deficiências do módulo de transporte implantado na capital fluminense

Jornal do Brasil

Um acidente com um caminhão e um ônibus BRT na Avenida Brás de Pina, na Penha, bloqueou o trânsito na manhã desta segunda-feira (9). O caminhão ficou atravessado na pista, que ficou interditada. Um reboque estava a caminho por volta das 9h40. O JB já vinha alertando para o risco de acidentes do módulo de transporte implantado no Rio, devido a questões como sinalização precária e campanha educativa ineficiente.

>> Especialistas alertam para risco de acidentes no BRT Transcarioca

Frente do caminhão ficou 'colada' à lateral do BRT, mas consórcio afirma que não houve colisão
Frente do caminhão ficou 'colada' à lateral do BRT, mas consórcio afirma que não houve colisão

O tráfego foi liberado quase uma hora depois da colisão, que ocorreu às 7h25. O consórcio BRT, contudo, afirma que não houve colisão, mas, sim, que o caminhão enguiçou, bloqueando a passagem. Imagens de TV mostram a frente do caminhão colada à lateral do ônibus BRT.

O Consórcio também informou que outro coletivo foi enviado ao local para o transporte dos passageiros.

Especialistas alertam para graves acidentes que podem acontecer nesta fase de adaptação ao novo modal, especialmente pela sinalização precária e falta de campanha educativa por parte dos governos estadual e municipal. Vale lembrar que no BRT que já circula pela Barra da Tijuca, há um extenso histórico de atropelamentos e acidentes.

O especialista em História Contemporânea e Assuntos Militares, Francisco Carlos Teixeira da Silva, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, ressaltou na ocasião que os acidentes de trânsito registrados entre o início de maio e junho sempre envolveram ônibus. Para ele, essa estatística é uma prova de que o governo não tem investido na educação da população e dos rodoviários, o que melhoria a qualidade de vida e segurança. 

"Como o trânsito está funcionando com novas ferramentas, é fundamental cursos de capacitação para os rodoviários e campanhas de educação no trânsito para a população e motoristas", disse ele. Teixeira citou exemplos de cidades que adotaram a metodologia integrada com sucesso, como Curitiba e Porto Alegre. No caso do subúrbio do Rio, que acaba de receber o BRT Transcarioca, o especialista acredita que uma boa estratégia para educar os moradores seria palestras em clubes, escolas e igrejas, além de muita propaganda. 

Tags: acidente, brt, deficiência, Trânsito, transporte público

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.