Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Outubro de 2014

Rio

Suspeita de ter esfaqueado homem em Ipanema morre ao cair de prédio

Mulher teria caído de prédio após uma discussão; homem morreu no apartamento

Jornal do BrasilRafael Gonzaga

O delegado da Divisão de Homicídios (DH) do Rio de Janeiro, André Barbosa Morais, informou no final da tarde deste sábado (7/6) que o empresário alemão Stefan Krause, 49 anos, já estava morto há cerca de sete horas antes da chegada dos bombeiros em seu apartamento, por volta das 7h30. Krause foi encontrado morto neste sábado (7), na sua residência, na Rua Barão da Torre, em Ipanema, na Zona Sul da cidade. Seu corpo estava na cama, apresentava lesão pérfuro-contundente abaixo do peito, que pode ter sido provocada por facada ou tiro de arma de pequeno calibre, de acordo com a polícia.

A principal suspeita do crime é a ex-namorada do empresário, Juliana Fernandes da Silva, de 30 anos, que também morreu ao cair da varanda do edifício, no momento em que o Corpo de Bombeiros chegou ao local. A perícia encontrou em um armário um revólver calibre 22 com três cápsulas deflagradas, que foi encaminhado para o Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE). Os peritos também colheram material para fazer exames residuográficos nas mãos de Juliana.

O delegado vai realizar um exame papiloscópico do apartamento para investigar a possibilidade de haver uma terceira pessoa no local do crime. Não havia sinais de luta no apartamento, segundo o delegado. Ele já ouviu dois policiais militares que estiveram no apartamento, o porteiro do prédio e um operário que viu quando Juliana caiu da varanda. 

Stefan Krause, de acordo com os vizinhos, atuaria como empresário dos jogadores de futebol Dankler, do Botafogo, e Danilo, do Vasco da Gama. O corpo da vítima foi retirado do apartamento pelos bombeiros por volta de 11h40. Já Juliana chegou a ser socorrida e levada para o Hospital Miguel Couto, no Leblon, Zona Sul, mas não resistiu aos ferimentos. 

O comando do 23º BPM (Leblon) informou que a mulher possivelmente se jogou da varanda do apartamento por volta das 7h, após uma discussão. Contudo, na queda o corpo dela foi amortecido por fios da rede elétrica. O caso está sendo investigado pela divisão de homicídios, que esteve no apartamento durante quase todo o dia. Representantes do Consulado alemão também estiveram acompanhando o caso no local.

Tags: consulado da alemanha, homícidio, ipanema, morte, Polícia Militar

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.