Jornal do Brasil

Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014

Rio

Família de Cláudia, arrastada pela PM em março, receberá pensão

Jornal do Brasil

O governo do estado informou neste domingo (25) que o pagamento da indenização à família de Cláudia Silva Ferreira, arrastada por um carro da PM em março, foi efetuado no final do mês passado. O valor não foi revelado. O acordo, assinado dia 9 de abril, estabeleceu um prazo de até 90 dias para o pagamento da indenização ao viúvo e quatro filhos. O pagamento foi efetuado 20 dias após a assinatura do acordo, segundo o governo. 

O acordo prevê, também, o pagamento de pensão mensal à família a contar de 5 de maio último. Com isso, o pagamento consta da folha deste mês, e o valor será depositado no próximo dia 3, respeitando o calendário de pagamento de servidores do Estado. A pensão será paga mensalmente pelo Estado até agosto de 2040, quando Cláudia completaria 65 anos.

 Cláudia foi arrastada por mais de 300 metros quando caiu de uma viatura da polícia militar, no dia 16 de março. Ela foi atingida numa operação da PM no Morro da Congonha e, ferida, estava sendo levada para o hospital pelos oficiais. Durante o trajeto, a porta traseira da viatura abriu e ela caiu do camburão, ficando presa pelas roupas e sendo arrastada por entre os carros.

O inquérito que investiga sua morte foi encerrado pela Polícia Civil. Os seis policiais envolvidos foram indiciados por fraude fraude processual e dois deles vão responder por homicídio culposo.

Tags: camburão, claudia silva ferreira, mulher arrastada, pensão, PM, polciais, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.