Jornal do Brasil

Sábado, 21 de Abril de 2018 Fundado em 1891

Rio

Policiais civis do Rio mantêm greve

Jornal do Brasil

Os policiais civis do Rio de Janeiro decidiram manter a greve iniciada nesta quarta-feira (21) por mais 24 horas. A categoria reivindica a incorporação de uma gratificação de R$ 850 ao salário da polícia. A gratificação será parcelada até 2018. Os policiais civis irão se concentrar na Cidade da Polícia, às 12h, após uma reunião dos líderes da categoria com o governador Luiz Fernando Pezão. 

Além disso, duas novas mobilizações da Polícia Civil já estão marcadas: um evento de doação de sangue no Hemorio, no Centro da cidade, no dia 28 de maio; e um protesto de policiais no Aeroporto Internacional do Galeão, na Zona Norte da cidade, no dia 6 de junho.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Rio de Janeiro (Sindpol), Francisco Chao, defendeu que o governador Luiz Fernando Pezão deve enviar para a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), até a próxima semana, mensagem sobre a incorporação de gratificações da categoria. 

“Esta negociação não começou agora. Iniciou-se há um ano. Eu espero que o governador nos diga que, no mais tardar semana que vem, ele vai enviar, em regime de urgência, para a Alerj, o projeto de lei referente à incorporação da gratificação da Delegacia Legal, parcelada em nove vezes, até 2018, com a reposição inflacionária anual, como restou acordado com o [então] governador Sérgio Cabral, em 9 de dezembro [do ano passado], no Palácio Guanabara”, disse Chao. Ele falou com a imprensa momentos antes do início da assembleia da categoria, na noite de ontem.

Caso o governo não mande para a Alerj, em regime de urgência, o projeto da incorporação, Chao disse que não via outro caminho, “se não o protesto”. Mais cedo, o chefe de Polícia, delegado Fernando Veloso, disse que era favorável à incorporação das gratificações ao salário dos policiais. 

As gratificação são valores que se somam ao salário mensal, mas que são perdidas quando o trabalhador se aposenta. Em média, os policiais civis do Rio que trabalham em Delegacias Legais recebem R$ 850 como gratificação. Segundo o sindicalista, o salário inicial de um policial civil é de R$ 3.500.



Tags: atos, civis, paralisação, pezão, ruas

Compartilhe: