Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Rio

Menor que incendiou a taça anunciou crime nas redes sociais

Portal Terra

O adolescente de 17 anos identificado pela Polícia Civil de Teresópolis como o autor do incêndio que destruiu a réplica da taça da Copa do Mundo instalada na Avenida Feliciano Sodré, na Várzea, anunciou o ato pela internet. Antes de praticar o vandalismo, ele publicou a hashtag #partiuincendiarataça. Além das imagens das câmeras de segurança que monitoram a avenida, a mensagem irônica foi decisiva para a polícia chegar ao jovem, que ateou fogo ao monumento na madrugada da última terça-feira, utilizando uma garrafa de álcool. A embalagem vazia do produto, encontrada próxima à taça queimada com a etiqueta da loja, foi a principal pista da investigação, que contou com a colaboração da Secretaria Municipal de Segurança Pública.

Segundo informações da polícia, o crime não tem ligação com grupos contrários à Copa do Mundo e os protestos que vêm sendo articulados nas redes sociais. Foi um ato inconsequente de um jovem que queria apenas se destacar. “O caso será levado ao Ministério Público e será aberto o procedimento na Vara da Infância e da Juventude. Trata-se de um dano ao patrimônio público”, afirmou o delegado Evaristo Magalhães, da 110ª DP, à imprensa local. Ele acrescentou que o menino disse que “achou que seria legal” incendiar a obra.

Instalada há duas semanas, a réplica da taça da Copa do Mundo tinha 6 metros de altura e pesava aproximadamente 300 quilos, devido à estrutura metálica. O monumento, criado por artistas plásticos de Teresópolis, ficava a cerca de 3,5 km da Granja Comary, que abriga o centro de treinamento da CBF. Em nota divulgada pela assessoria de imprensa, a prefeitura informou que uma nova versão da taça será produzida. “Devido ao pouco tempo para o início da Copa, a obra terá dois metros de altura”, disse o município. Agora, o monumento ficará na entrada da prefeitura, onde há segurança 24 horas.

Município terá esquema especial de segurança a partir deste domingo

Em função da chegada da Seleção Brasileira a Teresópolis nesta segunda-feira, um esquema especial de segurança foi montado para garantir a ordem. Com o aumento de turistas e profissionais no município, o 30º BPM solicitou reforço da Polícia Militar (PM), da Guarda Municipal e até do Exército para o patrulhamento das ruas. O efetivo da PM contará com 58 homens – 32 deslocados do 11º BPM de Nova Friburgo e militares do 7º CPA.  A ostensividade do policiamento será maior próximo à rede hoteleira e no centro da cidade. Além dos policiais, militares da Força Nacional e do Exército atuarão na segurança da cidade.

Tags: Copa, Incêndio, responsável, taça, teresópolis

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.