Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Rio

Rio apresenta calendário e marca para celebrar seus 450 anos

Portal Terra

Embalado pela “Valsa de uma Cidade”, uma declaração de amor do compositor Antônio Maria, a prefeitura apresentou a logomarca e a programação de festas por toda a cidade para comemorar os 450 anos do Rio de Janeiro. A partir de 31 de dezembro deste ano e até 1º de março de 2016, a cidade vai poder festejar sua gente e sua história. “Que esses 450 anos sirvam para que as pessoas reflitam sobre a cidade e mostrem seu amor por ela. O carioca perdeu muito tempo reclamando da cidade e falando mal dela”, pediu o prefeito Eduardo Paes (PMDB), que criticou os que maltratam o Rio no dia a dia. 

Paes rebateu os que dizem que a cidade tem pouco o que comemorar e muito o que protestar. “Podem comemorar sim, até pelo fato de poder protestar. Isso quer dizer que vivemos em uma democracia. O importante é que reclamem dos governantes, mas nunca contra a cidade”, pediu. 

A logomarca, feita pela agência carioca Crama, mostra um rosto feito pelos números quatro, cinco e zero. “Queremos que os cariocas usem bastante a marca. Vamos usá-la bastante em projetos da prefeitura”’, garantiu Paes, convidando as pessoas a desenharem livremente em cima da marca. Ele, por exemplo, fez um chapéu de sambista da Portela na sua vez. “Quero que as pessoas se apropriem da marca”, disse.

Prefeitura prepara série de festividades para os 450 anos do Rio
Prefeitura prepara série de festividades para os 450 anos do Rio

O calendário preliminar de festejos prevê um Réveillon temático de 2014 para 2015, um carnaval com decoração voltada para o aniversário da cidade e, em março, cada semana vai ser marcada por um tema: cidade maravilhosa, gentileza gera gentileza, do leme ao pontal, minha alma canta e aquele abraço; seguindo em abril com a festa de São Jorge, junho com as tradicionais festas juninas, julho com atrações voltadas para jovens e crianças (aproveitando as férias escolares), agosto e setembro um respiro para o Rock in Rio, outubro um festa da Penha totalmente renovada, novembro marcado pelo Dia da Consciência negra e o Dia do Samba e no ano seguinte, para terminar, um grande seminário urbanístico projetando o Rio para os próximos 50 anos. 

Além de premiar os criadores da marca, Eduardo Paes entregou troféus a cariocas que sugeriram intervenções ou eventos para celebrar os 450 anos da cidade. Os premiados sugeriram: a ocupação cultural da ladeira da Misericórdia, no morro do Castelo, zona portuária; festival de Bossa Nova em Ipanema; reforma da pista de skate de Irajá; arborização da estrada dos Três Rios em Jacarepaguá; pintura de fachadas por moradores dos bairros e uma exposição com acervo coletivo da cidade, feita com artefatos doados por moradores e que contem a história do Rio. “Quando a prefeitura ouve a população, saem coisas positivas”, disse Alice Giannini, que sugeriu o projeto de arborização do seu bairro. 

Eduardo Paes, que citou o ex-governador Carlos Lacerda, para falar do prazer de gerenciar a cidade, pediu que as pessoas deixem de comparar o Rio com cidades como Londres, Paris ou Nova York. “O Rio é uma cidade especial. Vamos comemorar muito, até porque vamos estar no meio de dois eventos internacionais. O carioca perdeu muito tempo reclamando da cidade e cuidando mal dela”, reclamou. E como no dia do aniversário da cidade, 1º de março, não é feriado, Paes nem pensa em mudar isso. “Não, já temos feriados demais".

Tags: aniversário, cidade, festividades, Paes, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.