Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Rio

Disque Denúncia quer identificar envolvidos em jogo na Vila Aliança

Agência Brasil

O Disque Denúncia do Rio de Janeiro está oferecendo R$ 2 mil para quem tiver informações sobre o traficante Cilmar Sales Leite, o Relâmpago. O criminoso estava na partida de futebol na comunidade da Vila Aliança, em Bangu, zona oeste da capital fluminense, no último dia 4, quando o traficante Rafael Alves, conhecido como Peixe, apareceu em um vídeo comemorando a vitória do seu time com rajadas de fuzil para o alto. Relâmpago era o principal segurança do traficante Marcelo Santos das Dores, o Menor P, ex-chefe do tráfico de drogas no Complexo da Maré, que está ocupado desde o início de abril por integrantes das Forças Armadas.

O Disque Denúncia recebeu três ligações desde o último sábado (17), quando o cartaz com a recompensa foi divulgado. Ele também é procurado por tráfico de drogas e participação no caso em que o ex-jogador do Vasco, Bernardo Vieira, foi torturado na Maré, em abril do ano passado. Segundo o coordenador do Disque Denúncia, Zeca Borges, além de Cilmar, o órgão espera que todos os envolvidos no episódio da partida de futebol sejam identificados.

“Vamos tentar identificar cada um deles, mesmo não tendo participado da comemoração com tiros. É importante conseguir chegar a todos os nomes dos traficantes que estavam nesse episódio. Essa recompensa serve para estimular denúncias que levem à prisão dele e para que outros nomes cheguem até nós”, disse Zeca Borges.

Uma denúncia feita pelo Whats App, um aplicativo de celular que permite troca de mensagens gratuitamente, levou o Disque Denúncia a outro traficante que estava no torneio. O órgão espera receber maiores informações por meio de denúncias para conseguir chegar ao criminoso identificado como RO da Vila Kennedy, em Bangu. O relato anônimo contou que o traficante trocou de facção quando a comunidade foi ocupada, em março deste ano, para implantação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), que deve ocorrer até o final deste mês.

Desde a última quinta-feira (15), quando foi lançado o cartaz com a nova recompensa de R$ 20 mil para quem der informações que levem à prisão do traficante Rafael Alves, o Peixe, o Disque Denúncia registrou 16 ligações sobre o paradeiro do criminoso. Antes do vídeo ser divulgado, a recompensa oferecida era R$ 1 mil. As denúncias podem ser feitas pelo telefone (21) 2253-1177 e têm o anonimato garantido.

Tags: Armas, comunidade, disparos, futebol, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.