Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

Rio

Professores do Rio decidem continuar em greve

Jornal do Brasil

Os professores das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro decidiram continuar em greve, após uma assembleia que reuniu cerca de 3.000 profissionais em um clube na Tijuca, Zona Norte da cidade. A paralisação começou na última segunda-feira (12), em protesto por reajuste salarial de 20%, redução da jornada semanal de trabalho dos funcionários administrativos para 30 horas e reserva de um terço da carga horária para preparar aula.

A expectativa é que os professores participem de uma manifestação na Central do Brasil e na Avenida Presidente Vargas, no Centro da cidade. Lá estarão grupos que protestam contra gastos públicos e violação de direitos humanos para a realização da Copa do Mundo no Brasil.

De acordo com os professores, cerca de 27 mil (30% do total) estão parados em todo o estado. O número é cem vezes maior do que o confirmado pela Secretaria de Educação do Rio de Janeiro, que até ontem (15) informava que apenas 0,3% da categoria ou 269 profissionais estão em greve.

Ontem (14), as secretarias municipais e estaduais anunciaram corte de ponto dos grevistas, depois de o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux ter suspendido, na terça-feira, o acordo que encerrou a greve da categoria em 2013. A decisão foi tomada depois de reunião com a prefeitura e o governo do estado.

Tags: magistério, manutenção, paralisação, reunião, RJ

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.