Jornal do Brasil

Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

Rio

Inea aplica multa à Refinaria Duque de Caxias por emissão de gases tóxicos

Agência Brasil

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) aplicou multa no valor de R$ 2 milhões à Refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense, pela emissão de gases tóxicos na atmosfera. O problema ocorreu no último dia 30 de abril, durante uma pane elétrica que paralisou a produção da refinaria.

A pane paralisou todas as unidades de produção e causou a redução da geração de vapor d´água. Todos os combustíveis presentes nos equipamentos, no momento da parada das unidades, foram encaminhados, por medida de segurança, para queima nas tochas, a fim de evitar o lançamento para a atmosfera. Entretanto, devido à insuficiência da quantidade de vapor, a queima foi incompleta, gerando emissões do gás monóxido de carbono.

As condições atmosféricas verificadas naquele dia favoreceram a manutenção dos poluentes a 300 metros de altitude, até a sua completa dispersão, sem que qualquer impacto significativo fosse registrado na superfície, monitorada continuamente pelo Inea por meio de sua rede de estações de qualidade do ar. Uma nuvem espessa pôde ser vista no município de Duque de Caxias e de uma grande distância por quem passava pela Rodovia Rio-Petrópolis (BR-040) e também pela Avenida Brasil, principal ligação do centro de Duque de Caxias com o Rio de Janeiro. 

O órgão ambiental destaca que nenhum padrão de qualidade do ar, estabelecido na legislação ambiental vigente (Resolução Conama Nº 03/1990), foi ultrapassado, por isso não foi constatado impacto ao meio ambiente ou na saúde da população do entorno da refinaria.

Tags: AMBIENTE, gases, instituto, multa, reduc, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.