Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

Rio

Itaú: agência da Zona Oeste restringe fila preferencial

Banco funciona até mais tarde, e após as 16h diversos serviços são alterados

Jornal do BrasilGisele Motta 

A agência 4077 do Itaú, que funciona dentro do West Shopping, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, informa em um aviso que, após as 16h, não há fila preferencial. A regra contraria a lei Lei nº 10.048/2000, que institui o atendimento preferencial obrigatório. Além disso, a agência também restringe as transações de clientes que não são Itaú, contabilizando apenas quatro horas de atendimento ao público geral, o que também vai contra uma norma do Banco Central.

A agência do Itaú tem um horário diferencial, funcionando entre meio dia e 20h. A partir das 16h, diversos serviços são modificados. Clientes que não sejam da própria agência, não podem ser atendidos pelo gerente. Também não há transações com dinheiro no caixa, e clientes que não têm conta no Itaú e desejam somente pagar um boleto, por exemplo, também não são atendidos. Além disso, a fila preferencial não existe. Segundo Maicon David Bento, advogado especialista em direito cívil, membro do escritório Mazzotta, Amin & Arraes Advogado, restringir a fila preferencial a certos horários é ilegal."O atendimento preferencial instituído na mencionada Lei não faz qualquer distinção quanto ao tipo de serviço ou horário.O objeto da distinção são as pessoas com direito a atendimento preferencial. Assim sendo, ainda que o Banco, por mera liberalidade, ofereça atendimento em horário especial, em nosso entendimento, deverá ser ofertado atendimento preferencial àqueles titulares que o necessitarem, sendo ilegal qualquer restrição ao direito dessas pessoas", explica.

Aviso afixado nos caixas da agência, em Campo Grande, informa que não há fila preferencial após as 16h
Aviso afixado nos caixas da agência, em Campo Grande, informa que não há fila preferencial após as 16h

O Itaú, através da sua assessoria de imprensa, informou que depois das 16h o volume de clientes diminui tanto que não tem uma fila preferencial porque não é necessário. Porém, moradores da região e clientes da agência afirmam que a situação não é essa. "Final de mês tem vezes que a fila sai do banco. Como a agência abre meio-dia, às dez já tem fila, que é quando o shopping abre. Fica gente do lado de fora esperando", comenta Jandira Bastos de Souza, aposentada, que mora ao lado do estabelecimento. Ela ainda confirma o que os moradores da Zona Oeste estão cansados de saber: começo e final de mês não há banco que não tenha fila."Até a fila do idoso fica cheia. Às vezes eu nem vou, por causa disso. Só se for para tirar dinheiro no caixa eletrônico, com a ajuda de alguém", completa Jandira.

*Do Programa de Estágio do JB

Tags: atendimento preferencial, campo grande, idoso, lei, Rio, zona oeste

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.