Jornal do Brasil

Sábado, 30 de Agosto de 2014

Rio

Justiça decreta prisão preventiva de PM acusado de matar namorada dentista

Jornal do Brasil

O juízo da 3ª Vara Criminal da Capital decretou nesta sexta-feira, dia 9, a prisão preventiva do policial militar Leandro Pinto de Carvalho, acusado de matar a namorada, a dentista Fabíola da Cunha Peixoto, no dia 27 de abril, em Olaria, Zona Norte do Rio. A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público.

O corpo de Fabíola foi encontrado com marcas de tiros na casa do PM. Leandro Pinto de Carvalho responde por homicídio qualificado.

“Trata-se de crime hediondo, de consequências nefastas para toda a sociedade, deste modo não há que se falar em beneficiar com medidas cautelares diversas a prisão, sob pena de tornar inócua a persecução penal e a garantia da ordem pública. (...) Saliente-se que o conceito de ordem pública não se limita a prevenir futuros delitos, mas acautelar a sociedade, garantindo a paz social e a credibilidade da Justiça, face o clamor público e a gravidade dos crimes”, destaca o juiz em sua decisão.

Tags: médica, MILITAR, morte, olaria, Policial

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.