Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Rio

Rodoviários do Rio protestam contra acordo entre sindicato e empresa

Agência Brasil

Motoristas e cobradores de ônibus do município do Rio de Janeiro fizeram uma passeata hoje (2), na Avenida Rio Branco, para contestar o acordo entre a Rio Ônibus e o Sindicato de Motoristas e Cobradores de Ônibus (Sintraturb). Conforme o acordo, os rodoviários terão aumento salarial de 10% e reajuste de 40% na cesta básica.

Insatisfeitos com a postura do sindicato de fazer assembleia sem convocar a categoria para aprovar o acordo, motoristas e cobradores formaram uma comissão para tentar negociar reajuste salarial de pelo menos 40% e o fim da dupla função, quando o motorista também exerce a atividade de cobrador. Segundo a comissão, 500 motoristas e cobradores participaram do protesto.

“Também queremos um aumento digno na nossa cesta básica. Hoje, nós ganhamos R$ 120, sendo que do nosso salário é descontado R$ 20. Com o reajuste, passamos para R$ 150 e um desconto de R$ 10. Mesmo assim, é pouco, ninguém consegue fazer compras no supermercado com o que nos é dado. O ideal é R$ 400. Nós não queremos greve, mas o sindicato está tentando medir forças com a classe e não quer negociar”, disse Hélio Teodoro, representante da comissão.

De acordo com os representantes da categoria, atualmente, a cidade tem cerca de 40 mil rodoviários. O movimento espera mobilizar 80% dos motoristas para uma possível greve que será decidida na próxima quarta-feira (7), após uma assembleia em frente à sede da prefeitura. Antes, ocorrerá um ato na Candelária, às 16h.

Tags: acordo, coletivos, paralisação, Rio, s alários

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.