Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Dezembro de 2014

Rio

Rio anuncia investimentos para criar terminal multimodal ferroviário

Agência Brasil

O governo do estado do Rio de Janeiro decidiu retomar o uso de ferrovias para o transporte de cargas. Hoje (30) foi anunciado o início da construção do primeiro terminal multimodal  ferroviário do estado. A opção é uma alternativa para desafogar o tráfego nas principais rodovias e interligar indústrias aos portos fluminenses.

A um custo de R$ 240 milhões, o terminal multimodal será implantado no município de Queimados, na Baixada Fluminense,  com capacidade para transportar 2 milhões de toneladas de produtos de alto valor agregado, como petroquímicos, têxteis e automobilísticos.

De acordo com a subsecretária da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio, Dulce Ângela Arouca, Queimados foi escolhido pela proximidade estratégica com o Arco Metropolitano -  via expressa prevista para ser inaugurada antes da Copa do Mundo e que integrará os municípios metropolitanos, sem a necessidade de os veículos precisarem cruzar as cidades. Dessa forma, será possível integrar os municípios de Itaboraí, sede do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj) com o porto instalado em Itaguaí.

“Retomar a ferrovia é bastante importante, porque estamos falando do transporte de carga de alto valor agregado, estamos falando de riqueza e de empregos”, declarou Dulce.  Segundo ela, toda a malha ferroviária já está pronta e será apenas reativada para o uso em grande escala.

O terminal multimodal ferroviário terá  impacto também sobre os municípios de Nova Iguaçu e Japeri, que junto com Queimados têm um dos menores Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Rio. Nessas cidades está prevista a contratação de 1,3 mil profissionais.

Operado pela empresa Muito Logística Multimodal, o terminal está previsto para funcionar em 2015, com capacidade de carregar cerca de 120 mil contêineres e reduzir o fluxo nas estradas em cerca de 100 mil caminhões. Na mesma época está prevista a entrada em funcionamento do terminal interligado em Mogi das Cruzes, em São Paulo, integrando a malha ferroviária do Sudeste.

Tags: contêineres, empresa, estradas, logística, Sudeste

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.