Jornal do Brasil

Sábado, 29 de Novembro de 2014

Rio

Avenida Brasil continua fechada até quarta-feira

Agência Brasil

A Avenida Brasil, uma das principais portas de entrada do estado e principal via de ligação entre as zonas norte e oeste com o Centro e a zona sul da cidade, está fechada ao tráfego desde as 22h de ontem (20) e só será reaberta às 10h da próxima quarta-feira (23), portanto, em meio ao retorno à cidade de milhares de pessoas que deixaram o estado utilizando a avenida para aproveitar os dias de feriado prolongado pela Semana Santa, Tiradentes e São Jorge – este último comemorado no estado na própria quarta-feira, dia 23. A intervenção acontece na altura de Ramos, junto ao acesso à Ilha do Governador, na zona norte da cidade e está sendo necessária para que a prefeitura dê continuidade às obras de construção do arco estaiado do Viaduto Pedro Ernesto – estrutura que integrará o BRT Transcarioca - que irá transpor a avenida, sem pilar intermediário, num vão-livre de 150 metros.

Para minimizar os efeitos ao tráfego a Secretaria Municipal de Transportes montou uma operação de trânsito que conta com 250 controladores de trânsito da CET-Rio e agentes da Guarda Municipal. Os profissionais trabalharão para manter a fluidez, efetuar os bloqueios e os desvios necessários e contam com 11 reboques posicionados para desobstrução das vias, em caso de quebra de veículo ou qualquer acidente.

A prefeitura do Rio pede aos motoristas que, sempre que possível, evitem utilizar a Avenida Brasil e as vias do entorno (sobretudo na região de Bonsucesso e adjacências) durante este período da interdição total. A opção para aqueles que precisarem circular na região é a Linha Vermelha. Em função da restrição de capacidade da  Avenida Brasil, o tráfego de caminhões na Linha Vermelha estará liberado a partir da 0h de hoje (20), até às 12 horas de quarta-feira.

Em entrevista à Agência Brasil, o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, recomendou que a população evite utilizar veículos particulares para transitar pela cidade e optem pelos transportes públicos como trens, barcas, ônibus e metrô, mas admitiu que a terça-feira (22) poderá ser um dia de caos para o trânsito da cidade.

“Temos que ser francos com a população e dar a expectativa correta. Nestes dias o trânsito estará muito ruim nesta parte da cidade. Se todos voltarem em horários normais, como manhã e tarde, vão ter que ter paciência, porque o trânsito ficará bem complicado. Recomendo a utilização de trem e metrô nestes dias para se locomover pela cidade, principalmente na segunda e na terça-feiras. As concessionárias e a Secretaria Estadual de Transportes já estão avisadas de que precisarão acomodar mais pessoas do que o normal em um feriado. Serão as melhores opções de transporte. Mesmo assim, esperamos problemas, porque a Avenida Brasil é uma via muito importante, qualquer alteração causa muitos impactos, congestionamentos e reflexos em outras vias a cidade”, disse o secretário. 

A opção para quem precisar circular pela cidade, nos dias da interdição, é o de utilizar, como rota alternativa, a Linha Vermelha, via expressa paralela à Avenida Brasil, até o acesso à Via Dutra, que liga o Rio à São Paulo. O secretário municipal de Transportes também recomendou aos cariocas que deixaram a capital para aproveitar o feriado prolongado que evitem retornar ao Rio de Janeiro antes da tarde da quarta-feira (23).

Em consequência da interdição, foram alterados o itinerário de dezenas de linhas de ônibus e invertidas as mãos de ruas e avenidas da região, o que deverá aumentar a confusão e agravar as condições do tráfego na capital, já bastante afetado com os trabalhos de implosão do Elevado da Perimetral – também outra importante via de acesso ao estado e de ligações entre as diversas regiões da cidade.

As obras da Transcarioca - corredor expresso que vai ligar a Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade, ao Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão - Antônio Carlos Jobim, na Ilha do Governador - entrou em sua segunda fase. A prefeitura estima que a Transcarioca beneficie cerca de 400 mil passageiros por dia e reduza pela metade o tempo de viagem. Os moradores do entorno da Avenida Brasil aproveitaram a interdição para transformar as pistas da via em área de lazer. Bicicletas, carrinhos de criança e skates substituíram carros, ônibus e caminhões comuns ao dia a dia da avenida. Campos de futebol foram improvisados em animadas peladas e as pessoas aproveitaram para fazer cooper ao longo das pistas. 

Na manhã desta segunda-feira, em razão do feriado de Tiradentes, o fluxo de veículos nas imediações era bastante reduzido, mas a situação tende a se agravar a partir da tarde, quando muitos cariocas estarão começando a retornar à cidade, uma vez que amanhã, apesar do ponto facultativo nas repartições publicas, é dia normal de trabalho para a maioria das pessoas.

Tags: avenida brasil, fechamento, feriado, páscoa, semana santa

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.