Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Rio

Tristeza e comoção no enterro do menor assassinado pelo primo de 14 anos

Corpo de Caio Henrique (4) foi enterrado nesta sexta, na Ilha do Governador

Jornal do BrasilRafael Gonzaga*

O corpo de Caio Henrique, 4 anos, encontrado nesta quinta (17) dentro de uma máquina de lavar, foi enterrado na tarde desta sexta-feira (18), no Cemitério da Cacuia, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio. O menino foi morto pelo próprio primo, um menor de 14 anos que confessou o crime. Caio, que havia desaparecido na noite de quarta (16), foi encontrado enrolado em um edredom dentro da máquina de lavar da casa dele, na Baixa do Sapateiro, no Conjunto de Favelas da Maré.

Muitos familiares e amigos foram ao enterro se despedir da criança, que era o mais novo dos cinco filhos da cozinheira Vanessa Lima dos Santos, de 31 anos. Vanessa contou que a última vez que viu o filho foi na quarta-feira, brincando nas proximidades da casa.

O menor de idade responsável pelo crime já tinha passagem pela polícia por furto e responderá por ato infracional análogo ao crime de homicídio qualificado, podendo ficar apreendido por até três anos. Ao confessar o crime, o menor justificou dizendo que agiu por impulso após uma discussão com o primo e que a alegria de Caio o deixava incomodado. Segundo o delegado Rivaldo Barbosa, da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, o crime foi cometido friamente.

O menor de 14 anos morava em Mangaratiba, na Costa Verde do Rio de Janeiro, e havia sido expulso de casa após uma briga com o irmão, segundo informações do delegado. O menor havia chegado à casa da tia na terça-feira (15).

Tags: caio henrique, complexo de favelas da maré, enterro, maré, pacificação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.