Jornal do Brasil

Sábado, 30 de Agosto de 2014

Rio

Protesto no Rio foi encomendado por traficantes, segundo PM

Manifestantes destruíram estação do BRT e incendiaram um ônibus na Zona Oeste

Portal Terra

O protesto feito por aproximadamente 50 pessoas que acabou com a destruição da estação Paciência do BRT e um ônibus incendiado, na zona oeste do Rio de Janeiro na quinta-feira, foi encomendado por traficantes da favela do Aço, que fica nas proximidades. A informação foi dada pela Polícia Militar e veiculada no Bom Dia Rio. Ao todo, 22 estações do BRT ficaram com o serviço suspenso por causa do vandalismo. 

A confusão só terminou com a chegada de reforço policial. Os bombeiros também foram acionados. Não houve feridos ou detidos. Segundo a PM, o motivo do protesto foi uma operação policial que ocorreu horas antes na favela de Antares. Durante a ação, três suspeitos foram presos com drogas e radiotransmissores. Na saída da favela, os policiais foram atacados por traficantes. Houve troca de tiros e um menino de 12 anos foi atingido e morreu na noite de ontem. 

Luanderson Lima foi encaminhado ao hospital com fratura exposta. De acordo com o comando da PM, o disparo que atingiu o garoto saiu da arma de um dos traficantes. A corporação disse ainda que há indícios que bandidos estejam fugindo da ocupação da Maré e se escondendo em favelas da zona oeste.

Tags: PM, protesto, Rio, santa cruz, traficantes, zona oeste

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.