Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

Rio

TJ-RJ condena dois médicos pela morte de Bruna Bianchi, mãe de Sean Goldman

Jornal do Brasil

A 25ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) condenou por homicídio culposo (quando não tem intenção de matar) os dois médicos que foram responsáveis pelo parto da estilista Bruna Bianchi, mãe de Sean Goldman, que atualmente mora nos Estados Unidos e está com 13 anos. Bruna morreu devido complicações durante o parto da filha Chiara, em agosto de 2008. Segundo informações do TJ-RJ, divulgadas nesta quinta-feira (17/4), os médicos Nadir Farah e Izabel de Araújo Nogueira terão que pagar à família da estilista uma indenização no valor de 400 salários mínimos. A decisão foi da juíza Simone de Faria Ferraz.

Os médicos têm até a semana que vem para entrar com recurso contra  a decisão judicial. A sentença foi remetida para os réus e Ministério Público (MP-RJ) no dia 8 de abril. O MP também tem o prazo de 15 dias para entrar com recurso. Já a sentença publicada em março deste ano absolve um dos cinco médicos acusados no caso por negligência e imperícia. Dois médicos tiveram seus processos extintos. O advogado do médico Nadir Farah garantiu que seu cliente não teve responsabilidade pela morte de Bruna e vai recorrer da decisão. 

Farah e Nogueira foram condenados a três anos e quatro meses de detenção. No entanto, em função das suas idades avançadas que inviabiliza a prestação de serviços, a juíza determinou na sentença que as punições devem ser convertidas em duas penas pecuniárias, somando 400 salários mínimos para cada um dos réus, além dos custos processuais.

Caso Sean Goldman

Após a morte de Bruna Bianchi o caso Sean ganhou repercussão internacional, por causa de uma briga judicial entre a família da estilista e o pai biológico americano do menino, David Goldman. Bruna se separou de David nos Estados Unidos e retornou ao Brasil com Sean, mas sem a autorização do pai. Quando Bruna morreu, Sean já estava no Brasil há cinco anos. David ganhou na Justiça a guarda do garoto, que atualmente vive nos Estados Unidos com o pai e não tem mais contato com a família de Bruna.

Tags: Caso, estilista, internacional, parto, repercussão, sean

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.