Jornal do Brasil

Domingo, 22 de Abril de 2018 Fundado em 1891

Rio

Fetranspor garante mais ônibus e previsibilidade na duração das viagens

Diretora de mobilidade urbana da federação aponta melhorias no sistema público de transportes

Jornal do Brasil

Avanços de infraestrutura e previsibilidade nas viagens estão entre as melhorias previstas para o transporte público do Rio de Janeiro, apontadas no seminário “O Rio Não Pode Parar". O evento foi realizado às 9h desta terça-feira (15), na Associação Comercial do Rio de Janeiro. A diretora de mobilidade urbana da Fetranspor, Richele Cabral, apresentou os recentes avanços nos projetos dos corredores BRT e BRS, que são implantados por toda a cidade.

Richele informou que as melhorias estão sendo viabilizadas devido a uma conscientização da necessidade de priorização da questão do transporte. “A gente hoje sabe que uma melhor qualidade do transporte está muito relacionada com o tempo de viagem. O BRS é um primeiro caminho para isso, onde a gente consegue diminuir o tempo de viagem das pessoas”, pontuou.

Seminário “O Rio Não Pode Parar” ofereceu debate sobre transporte público

Foram abordados também também os benefícios do sistema BRT. A diretora da Fetranspor lembrou que o sistema oferece melhorias de acessibilidade, informações nos pontos e veículos, ar-condicionado em todos os veículos e estações alimentadoras, além de exclusividade da via. 

“É a ‘metronização’ do sistema rodoviário, onde teremos qualidade total e a previsibilidade. O usuário vai poder saber que horas vai entrar no ônibus e que horas ele chega ao destino. Ou seja, a pessoa vai poder prever a viagem dela”, assegurou.

O ônibus da TransCarioca vai poder ser utilizado pelo sistema TransOeste, ampliando a oferta nos horários de pico, que são diferentes nos dois sistemas. Assim, vai haver uma oferta maior nos locais e horários nos quais existir maior necessidade.

Novos veículos também já começaram a ser introduzidos na frota. Dez outros carros da TransCarioca estão sendo implantados. A intenção, segundo Richele, é alcançar a diminuição do fluxo, organizando melhor todo o sistema de transporte e melhorar a qualidade do serviço prestado para todos os usuários.

Problemas ligados à informação visual também estão sendo trabalhados. A perspectiva é distribuir por toda a cidade informações sobre horários e trajetos dos ônibus em papel e garantir o acesso tecnológico a essas informações em smartphones e tablets. “Com o aplicativo ‘Vai de ônibus’, as pessoas poderão ter todas as informações para planejar suas viagens, mesmo sem saber os endereços com precisão, indicando só pontos de referência. A partir de pontos de interesse, a pessoa poderá ter todas as opções de transporte que estão disponíveis para utilizar”, explicou Richele.



Tags: brs, brt, fetranspor, mobilidade urbana, transcarioca, transoeste

Compartilhe: