Jornal do Brasil

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Rio

Pelo menos sete civis e cinco PMs se feriram em desocupação no Rio

Agência Brasil

O Corpo de Bombeiros socorreu sete pessoas durante a desocupação do prédio da antiga Telerj, feita hoje (11) por 1,6 mil homens da Polícia Militar, no cumprimento de uma decisão judicial em favor da Oi, dona do terreno. Entre os atendidos, três eram menores: uma adolescente de 13 anos, uma criança de 9 e um bebê de 6 meses. 

Três adultos foram encaminhados para a a Unidade de Pronto-Atendimento do Engenho Novo, bairro onde fica o prédio descupado. A adolescente foi levada para o Hospital Salgado Filho, no Méier, bairro vizinho.  Três foram liberados no local.

Cinco policiais também se feriram no confronto e três foram levados para o mesmo hospital. Os outros dois foram para o Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio.

Cerca de 80 homens de 16 quartéis do Corpo de Bombeiros atuaram combatendo focos de incêndio durante o confronto. Além de conter as chamas no próprio prédio, que foi incendiado no momento da reintegração, os militares também tiveram que apagar as chamas ateadas a quatro ônibus, um carro e dois caminhões nos arredores do terreno.

O prédio, que estava abandonado, foi ocupado e loteado por moradores de diversas comunidades há pouco mais de uma semana. Mais de 2 mil pessoas estavam no local, de acordo com a Polícia Militar.

Tags: confronto, invasão, ocupação, oi, prédio, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.