Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Rio

Tiros e protestos marcam terceiro dia de ocupação militar da Maré

Agência Brasil

O terceiro dia de ocupação do Exército no Complexo da Maré, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, foi marcado ontem (7) por protestos e tiroteios. Segundo nota divulgada pelo Comando da Força de Pacificação Maré, criminosos tentaram atingir os militares em várias ocasiões à noite.

Por volta das 21h, houve dois protestos de moradores no conjunto de favelas: um na localidade da Praça dos 18 e outro na Vila dos Pinheiros. Na manifestação da Vila dos Pinheiros, os criminosos tentaram metralhar a tropa que fazia o reforço do patrulhamento no local.

Um motociclista foi atingido pelos disparos que, segundo o Comando da Força de Pacificação, foram feitos pelos criminosos. Ele foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e levado para o hospital.

Um terceiro protesto, de motoboys, se seguiu ao ferimento do motociclista. Houve ataques aos militares também nas comunidades da Baixa do Sapateiro e do Morro do Timbau. De acordo com os militares, ninguém foi preso, já que, depois dos tiros, os criminosos fugiram.

Antes dos confrontos e protestos, o Batalhão de Infantaria Paraquedista, que integra a Força de Pacificação, havia registrado a prisão de um homem por porte ilegal de arma. Três jovens também foram detidos por infrações diversas.

Tags: ação, maré, ocupação, polícia, Rio, upp

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.