Jornal do Brasil

Sexta-feira, 29 de Agosto de 2014

Rio

Moradores da Rocinha interditam Autoestrada Lagoa-Barra 

Protesto é contra morosidade das investigações sobre morte de Gleiciane

Jornal do BrasilDavison Coutinho

Moradores da Rocinha interditaram a Autoestrada Lagoa-Barra em protesto contra a morosidade das investigações da Polícia sobre a morte de Gleiciane Oliveira da Silva, de 18 anos, no dia 5 de março. Ela foi encontrada morta em um bar da comunidade.

Nesta sexta-feira foi realizada uma missa na Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem em memória da jovem. A família prometeu divulgar foto do suposto assassino para que a população possa ajudar denunciando o seu paradeiro. Amigos a parentes da vítima saíram em passeata.

Protesto contra morosidade das investigações fecha Autoestrada Lagoa-Barra
Protesto contra morosidade das investigações fecha Autoestrada Lagoa-Barra

Os familiares denunciam a negligência e a falta de interesse na solução do caso, tendo em vista que a vitima era moradora da comunidade e por isso não tem recebido a atenção esperada.

A foto do acusado já existe, mas a delegacia não divulga, alegando que pode atrapalhar a investigação. Segundo a família, quando o delegado é cobrado ele informa: "já falaram que ele tá por lá na Rocinha. Traz ele que eu prendo aqui". 

Foto do suspeito de ter assassinado Gleice
Foto do suspeito de ter assassinado Gleice

O pai de Gleice desabafa que seu mundo acabou e que vem criando forças para cuidar do filho da jovem, que sempre pergunta: "mataram minha mãe, vovô?"

Ele afirma que as portas se fecharam e não aparece ninguém para ajudar, nem mesmo dar visibilidade ao caso.

É revoltante. Já se passaram 30 dias e até quando seremos tratados com tanto desrespeito? é muito triste ouvir um pai desabafando e clamando por justiça sem ser ouvido.

Que política é essa? Somos todos de carne e osso, somos todos filhos de Deus, merecemos o respeito. Essa família não terá mais de volta o bem mais precioso, que é a vida, mas merece ao menos o conforto da justiça.

Quantas meninas mais sofrerão com o abuso desses delinquentes soltos por ai, e as pesquisas ainda apontam que a culpa é da mulher. Será essa a resposta que daremos a esse pai e essa mãe? Qual o motivo por que tiveram sua filha brutalmente assassinada? E ao filho? Qual resposta para a saudade de sua mãe? Fica a pergunta a todo o poder público. E se fosse sua filha?

Tags: Atos, comunidade, jovem, manifestos, morte

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.