Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

Rio

Polícia prende acusado de participar de ataque contra a UPP de Manguinhos

Agência Brasil

A polícia prendeu na noite de ontem (1º) um dos responsáveis pelo atentado contra a Unidade Polícia Pacificadora (UPP) de Manguinhos, no último dia 20. Bruno Lopes Gonçalves da Silva, 31 anos, o Bulau, apontado como o braço direito do traficante José Benemário Araújo, foi capturado no bairro do Jacaré, na Zona Norte do Rio.

De acordo com o delegado Delmir Gouveia, encarregado das investigações, Bulau recebia as ordens de Benemário e repassava aos outros integrantes da organização criminosa. Ele vai responder pelos crimes de esbulho, dano ao patrimônio público, roubo, incêndio, explosão, disparo de arma de fogo, tráfico de drogas, associação para o tráfico e associação criminosa.

O delegado disse que nenhum ataque à polícia em área de UPP ocorre sem ordem expressa ou consentimento de traficantes de drogas. O policial falou após os agentes da delegacia cumprirem, na manhã desta terça-feira, mandados de prisão contra Rodrigo de Sousa Freires, o Pezão; Johni do Espírito Santo Pereira, o Johni Peças; Renato Cipriano Silva Gomes; Cristiano dos Santos Gregório e Leonardo Bitzer de Sousa Reis.

Todos são acusados de participar dos atentados à UPP de Manguinhos. Nessa ação, outras três bases avançadas de UPP no Alemão, Arará e Camarista Méier foram queimadas. O  comandante da UPP de Manguinhos, capitão Gabriel de Toledo, foi baleado por um tiro na perna direita e um soldado atingido por uma pedrada na cabeça.

Tags: drogas, Favelas, perisão, Rio, tráfico

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.