Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Rio

Protesto no Rio lembra vítimas do golpe de 1964

Jornal do Brasil

Manifestantes participaram de um ato para lembrar as vítimas do golpe militar de 1964, que completou 50 anos. O grupo se concentrou na Praça Pio X, atrás da Igreja da Candelária, perto das avenidas Rio Branco e Presidente Vargas, e seguiu até a Cinelândia.

A Avenida Rio Branco foi interditada no sentido Aterro do Flamengo.

A manifestação, chamada de "descomemoração", segundo os ativistas, foi convocada pelo Facebook. Os organizadores fizeram um apelo para "um belo ato em repúdio à comemoração do golpe militar", que instaurou "uma ditadura sanguinária e entreguista no Brasil", diz o texto, que marcou o ato para a porta do Clube Militar, na Avenida Rio Branco.

Os ativistas carregavam bandeiras de partidos de esquerda e de centrais sindicais, como CUT, CTB e CSP. Muitos estavam com fotos de desaparecidos políticos ou mortos durante a ditadura militar, como Ramires Maranhão do Valle, Aluisio Palhano, Emmanuel Bezerra, Sonia Angel e Amaro Luiz de Carvalho.

Tags: Centro, ditadura, marcha, MILITAR, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.