Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Rio

Caso Adrielly: MP denuncia dois médicos por homicídio culposo

Jornal do Brasil

O Ministério Público denunciou por homicídio culposo o médico do Hospital Salgado Filho que faltou a um plantão na noite de Natal de 2012, quando a menina Adrielly dos Santos deu entrada na unidade baleada na cabeça e esperou horas por atendimento. Segundo o MP, ao faltar ao plantão, o médico Adão Orlando Crespo Gonçalves agiu de forma negligente, provocando o atraso na avaliação de Adrielly e a consequente morte da menina, 10 dias depois.

O MP também denunciou por homicídio culposo José Renato Ludolf Paixão, chefe da neurocirurgia do Salgado Filho na época. Segundo a denúncia, ele não chamou outro médico quando soube, horas antes, que Adão iria faltar ao plantão.

Adão Gonçalves já tinha sido indiciado pela polícia, em janeiro de 2013 por omissão de socorro, estelionato e falsidade ideológica. Ele é acusado de fraudar a folha de ponto e colocar outro médico (Francisco Doutel) para trabalhar em seu lugar. 

Tags: Filho, indiciamento, menina, morta, salgado

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.