Jornal do Brasil

Sábado, 30 de Agosto de 2014

Rio

Governo nega fim da Defesa Civil Estadual

Email falso circula na Internet em nome do Corpo de Bombeiros

Jornal do Brasil

Uma falsa denúncia sobre o fim da Defesa Civil Estadual está circulando na Internet. Um email, enviado em nome do Corpo de Bombeiros, afirma que o secretário de Defesa Civil, Sérgio Simões, teria decidido pelo fim da Defesa Civil Estadual, na Praça da Bandeira. Ainda segundo o falso email, no local seria instalado um posto avançado, subordinado ao Quartel Central.

Contudo, segundo a Secretaria de Defesa Civil, a informação não procede: “O que ocorrerá é uma mudança física, uma troca de endereço de parte das funções que atualmente são realizadas na Praça da Bandeira”. 

Segundo a Secretaria, a mudança é benéfica para a população, já que abre espaço físico para que se instale uma unidade operacional do Corpo de Bombeiros. “É uma mudança estratégica, pois parte das funções serão transferidas para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), que é um local onde há a integração entre várias agências e onde funciona a base de monitoramento das demandas cotidianas e dos grandes eventos que a cidade sediará”, explicou a Secretaria.

A Secretaria garante que o Centro Estadual de Administração de Desastre (CESTAD) e o Centro Estadual de Gerenciamento de emergência Nuclear (CESTGEN) continuarão funcionando na Praça da Bandeira juntamente com a unidade operacional. Já o Setor Estratégico será transferido para o CICC.

Denúncia

Segundo a falsa denúncia, a decisão de Sérgio Simões seria publicada no Boletim Interno da Corporação. Um trecho da denúncia diz: “A Defesa Civil Estadual atua nos 92 municípios do Estado em tragédias naturais e, a população perderá o pronto-emprego e a expertise de cerca de oitenta militares especializados neste tipo de atendimento. O que levou o Secretário a tão drástica decisão? Quem ganhará com a extinção de tão respeitada instituição? O que será do Estado do RJ numa chuva mais forte  Será que as tragédias de Angra dos Reis, Região Serrana e Morro do Bumba não ensinaram nada para nossas autoridades?”

Tags: acabou, corpo de bombeiros, defesa civil, Rio de Janeiro, sérgio simões

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.