Jornal do Brasil

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Rio

Caminhada ajuda a arrecadar recursos para a pediatria do Inca

Agência Brasil

Júlia Guimarães tem 16 anos, cursa o 2º ano do ensino médio da Escola Americana do Rio de Janeiro e está à frente, desde o ano passado, do Grupo de Estudantes Orientados a Serviços (Grupo SOS – 'Service Oriented  Students'), que  organiza a Caminhada Contra o Câncer (Walkathon).

O evento é realizado em conjunto pela instituição de ensino e a Fundação do Câncer, principal parceira privada do Instituto Nacional de Câncer (Inca), do Ministério da Saúde. O dinheiro  arrecadado  é revertido para o setor de pediatria do Inca.

Este ano, a caminhada chega à décima edição. Ela ocorrerá no próximo dia 30,  na Lagoa Rodrigo de Freitas, zona sul do Rio de Janeiro, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a prevenção do câncer. Júlia Guimarães disse que os 85 membros do grupo estão preparando  a infraestrutura do evento, que inclui montagem da estrutura e limpeza do local, entre outras ações.

A cada ano, Júlia avaliou  que cresce o número de alunos e responsáveis que se engajam na caminhada  em prol do Inca.  “Há dois anos, a gente tinha uma estimativa de 500 participantes. Hoje, a gente está elevando essa estimativa para 750 participantes”. O evento não é restrito, entretanto, aos alunos da Escola Americana, disse a estudante. Qualquer pessoa ou família que passar pela Lagoa no dia 30 poderá participar.  “É aberto, é público”, observou.

Júlia Guimarães considera importante a mobilização para a caminhada, acrescentando que a “ajuda  que dá ao Inca para o diagnóstico e pesquisa da doença, gera uma consciência nova nos alunos, expande um pouco a visão deles sobre esse tipo de problema. É muito importante para eles”.

A  gerente de Marketing e Captação da Fundação do Câncer, Claudia Gomes, disse que a meta é atrair cada vez um número maior de pessoas. “Porque, quanto mais  participantes, mais recursos você tem para investimentos  na pediatria do Inca”. As inscrições para a décima edição custam R$ 30 por pessoa. Cada inscrito ganha uma camiseta cujo desenho foi elaborado por um aluno da escola.

O resultado, segundo Claudia Gomes, é gratificante, porque o evento possibilita chamar a  atenção da população para a causa da entidade, para a prática de hábitos saudáveis. “E mais do que isso,  ele mostra a importância da solidariedade. Esse evento tem um cunho social muito grande. E a gente acredita nisso. Tanto que a cada ano mais pessoas têm participado”.

A edição de 2013 da caminhada atraiu 500 participantes, entre alunos, pais e amigos, arrecadando R$ 45 mil, que foram repassados para a pediatria do Inca.

A iniciativa da Fundação do Câncer e da Escola Americana é feita desde 2005, com a finalidade de investir em ações de prevenção e controle do câncer. A idealizadora do evento foi a  norte-americana Elizabeth Cooper, que era aluna da escola no Brasil, em 2005. Ela criou a caminhada em homenagem à avó, que lutava contra um câncer.  As inscrições para a caminhada deste ano podem ser feitas até o próprio dia 30.

Tags: americana, CÂNCER, escola, evento, fundação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.