Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Rio

Polícia prende homem que furtava cabos de energia da Light

Denúncia de moradores levou à prisão de José Cardoso dos Santos Neto, o “Tatu”

Jornal do Brasil

A Polícia Militar prendeu em flagrante, na tarde de hoje (21/03), José Cardoso dos Santos Neto, conhecido como “Tatu”, enquanto furtava cabos de energia em caixa subterrânea da Light, na esquina das Ruas Clarice Índio do Brasil e João Paulo XI, no Flamengo. O homem é um dos principais suspeitos de ações desse tipo ocorridas no Centro e na Zona Sul do Rio de Janeiro e que ocasionaram interrupções no fornecimento de energia, como o caso de Ipanema, em janeiro de 2014.

Esta é a quarta vez que José Cardoso é preso praticando o mesmo crime. O “Tatu” está preso na 10ª DP, na Rua Bambina, em Botafogo. Para não ser identificado, José Cardoso fingia estar trabalhando ao colocar cones próximos às tampas de caixas subterrâneas da Light e se vestia como um operário da construção civil. Em seguida, entrava nas câmaras e cortava os cabos para furtá-los.

Denúncia importante

A denúncia dos moradores do Flamengo foi decisiva para a captura de José Cardoso dos Santos Neto. A Light pede para que o cliente, ao perceber qualquer movimentação diferente próxima à rede da companhia, entre em contato por meio do Disque-Light Emergência (0800-0210-196).

Somente profissionais devidamente trajados com uniformes da Light ou a serviço da companhia estão autorizados a realizar serviços na rede elétrica.

Prejuízos para o cliente e para a Light

Em todo o ano de 2013, 12 km de cabos foram furtados da rede de distribuição da Light, ocasionando um prejuízo de, aproximadamente, R$ 300 mil com materiais para a companhia e interrupções no fornecimento de energia para os clientes. O furto de cabos também prejudica o atendimento ao cliente no que diz respeito à continuidade e à qualidade do serviço.

Em geral, os cabos são furtados para a extração do cobre, produto comumente vendido e muito procurado em ferros-velhos.

A Light vem aprimorando o controle de acesso a sua estrutura subterrânea e implantando diversas ações, que vão desde a instalação de sensores de controle remoto de presença e de todos os acessos autorizados até a designação de equipes de ronda para verificação do cumprimento do procedimento de acesso, o que permite diferenciar as equipes não autorizadas. A empresa também está em alerta, com equipes 24hs disponíveis para identificação dessas ações prejudiciais ao desempenho do sistema subterrâneo. 

Tags: controle, extração, flagrante, furtados, materiais, rede, uniformes

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.