Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Julho de 2014

Rio

Secretário esquece tamanho e ineficiência do metrô do Rio

Metrô carioca não aumenta de tamanho há décadas

Jornal do Brasil

O secretário Estadual de Transportes, Julio Lopes, fez um discurso inflamado na inauguração da estação Uruguai do Metrô e afirmou que "Em pouco tempo, o sistema metroviário do Rio será um dos maiores do mundo". A bravata talvez seja para esconder o que todo carioca já está cansado de saber: que o Metrô do Rio é um dos menores e menos eficientes do mundo, que atende precariamente à população e não se integra totalmente com os demais meios de transportes, prejudicando os usuários.

No final do ano passado, o Jornal do Brasil publicava uma comparação entre o Metrô de Xangai, na China, que só começou a ser construído em 1993, enquanto que o metropolitano do Rio já funcionava desde 1979. Depois que os chineses começaram a investir no meio de transporte, o do Rio ficou muito para trás. Veja abaixo a matéria do JB:

Numa comparação das linhas do Metrô do Rio de Janeiro e de Xangai, na China, a partir de 1993. Nessa data,a cidade chinesa ainda não tinha esse tipo de transporte enquanto que o Metrô do Rio já funcionava desde 1979. 

Hoje, Xangai possui 439 km ao longo de 15 linhas e mais 3 planejadas até 2020. Em 2012 transportou 6,7 milhões de passageiros por dia. Já os cariocas contam com apenas 40.9 Km de extensão, 640 mil passageiros por dia (2011) e 18 estações.

Para amenizar essa situação vergonhosa, foi implantado o sistema de integração com ônibus e barcas, que não atende à população devido à falta de investimentos do Metrô. A passagem comprada em ônibus e barcas não é aceita em todas as estações do Metrô, o que obriga as pessoas a embarcar apenas nas estações que a concessionária determina. 

Questionada, a concessionária do Metrô Rio respondeu que “estes bilhetes só permitem a entrada na estação de conexão, caso queira entrar em outra o sistema não aceita”. Ou seja, a população que trate de se adequar ao que a concessionária quer e não o contrário. Não seria então o caso de suspender a concessão por não atendimento à população?

Em nota, a concessionária MetroRio confirmou que realmente não aceita o bilhete de passagem comprado nos ônibus em estações que não são consideradas pontos de integração. Veja abaixo a nota da MetroRio:

"O MetrôRio informa que oferece aos seus usuários 13 opções de ônibus Metrô - Integração Expressa, partindo das Estações Botafogo, Cardeal Arcoverde, Largo do Machado, Estácio, São Francisco Xavier, Saens Peña e Nova América/Del Castilho. O bilhete Metrô - Integração não é aceito para o embarque fora dos pontos de integração. Esta informação está no nosso site, www.metrorio.com.br. Qualquer dúvida, nosso SAC também está à disposição. O telefone é o 0800-595-1111".

Tags: a, concessionária, do metrô, questionada, respondeu, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.