Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Rio

Via-crúcis continua no Rio: trens e barcas falham e causam atrasos

Jornal do Brasil

Após o descarrilamento na manhã de segunda-feira (10), que deixou sete passageiros feridos, os trens do Rio voltaram a apresentar problemas na manhã desta terça-feira (11), mantendo a rotina de falhas e atrasos que atormenta a vida de quem precisa do transporte público.

Passageiros que utilizavam o ramal Saracuruna enfrentaram atrasos na circulação depois que duas composições apresentaram problemas na Central do Brasil, causando reflexos nas partidas de Saracuruna. Os atrasos eram de pelo menos uma hora.

De acordo com a SuperVia, por volta das 8h25, dois trens vazios foram encaminhados para a estação de Gramacho com o objetivo de atender à demanda.

Como se não bastasse, quem usa as barcas também teve problemas nesta manhã. Duas embarcações que fazem o transporte de passageiros entre a estação de Charitas, em Niterói, na região metropolitana do Rio, e a Praça XV, no centro da capital fluminense, apresentaram problemas após seus motores terem sugado lixo da Baía de Guanabara. Segundo a concessionária que administra o serviço, elas foram retiradas de circulação após detritos terem sido aspirados. Com isso, formou-se uma grande fila de passageiros na estação de Charitas, já que, com menos barcas, diminuem as partidas para o Rio.

Revoltados com mais um dia de problemas, passageiros protestaram na estação.

A Concessionária CCR Barcas emitiu nota oficial sobre o caso. Veja a nota:

CCR Barcas informa:

Um catamarã da linha de Charitas que apresentou problemas técnicos nesta manhã, por conta de lixo na Baía de Guanabara, retornou à operação. Neste momento, a situação está normalizada e as próximas saídas acontecem conforme programado na grade de horários. A outra embarcação segue em manutenção e a previsão é de que ela retorne por volta das 11h. 

Atrasos em Charitas

Na manhã desta terça-feira, dois catamarãs da linha de Charitas saíram de operação após aspirarem lixo na Baía de Guanabara. Os intervalos de saídas das embarcações e o tempo de espera dos passageiros sofreram alterações. Os usuários que chegavam à Estação de Charitas tinham como opção, pegar gratuitamente um ônibus, disponibilizado pela concessionária, até a Estação Praça Arariboia (Centro de Niterói), onde a operação transcorreu normalmente e as saídas aconteciam a cada 10 minutos.

Tags: passageiro, problema, Rio, supervia, trem

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.