Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Rio

Regalias de presos no Rio serão investigadas pelo Ministério Público

Agência Brasil

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) vai investigar as denúncias sobre a existência de aparelhos de ar condicionado, micro-ondas, celulares, laptop, TV por assinatura e cervejas dentro das celas da Unidade Prisional da Polícia Militar, em Benfica, na zona norte da capital fluminense. 

O MPRJ quer saber se a administração da unidade foi conivente com as irregularidades e regalias para os presos. A Corregedoria-Geral da Polícia Militar vai abrir um inquérito para apurar o caso.

Após denúncias, o MPRJ e a corregedoria realizaram uma operação na tarde de ontem (3), quando encontraram os equipamentos e as bebidas escondidos em fundos falsos nas celas e na lixeira da unidade prisional. O material apreendido foi levado para a 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar.

O MPRJ informou que o Batalhão de Choque teve que ser acionado para garantir a vistoria. Os presos tentaram impedir a inspeção nas celas e um grupo ameaçou tomar dois policiais como reféns e fazer um motim. Ainda de acordo com o MPRJ, havia denúncias de que eram feitos churrascos na unidade, além de saídas ilegais de presos e outras irregularidades.

Em dezembro de 2012, a Vara de Execuções Penais do Rio fez um relatório em que listava 109 geladeiras, 52 micro-ondas, 102 televisores e 63 cafeteiras, entre outros utensílios encontrados na unidade de Benfica.

Tags: benfica, detentos, mordomias, Rio, unidade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.