Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Rio

Homem morre soterrado após forte chuva em Angra dos Reis

Portal Terra

Um homem morreu soterrado após um deslizamento de terra em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio de Janeiro, na noite do último domingo. Segundo informações da Defesa Civil de Angra, a terra atingiu três casas na rua Isidoro de Castro, no morro da Pedreira. O corpo de José Domingos Santos da Silva, 42 anos, só foi encontrado na manhã de segunda-feira. A Defesa Civil interditou seis casas e um trecho de rua.

Segundo vizinhos, José Domingos morava há mais dez anos no local. A casa dele foi levada pelo deslizamento, atingindo outras duas construções. Ontem, a prefeita de Angra, Conceição Rabha, e o vice-prefeito Leandro Silva, estiveram no local, acompanhados pelos secretários de Defesa Civil, Marco Oliveira; de Obras, Jefferson Deccache, e de Ação Social, Inês Tenório.

A casa da vítima foi levada pela terra após uma chuva forte
A casa da vítima foi levada pela terra após uma chuva forte

Na quinta-feira, a equipe da Defesa Civil voltará ao local, depois que o material assentar e estiver mais seguro andar pelos escombros. “Faremos uma nova avaliação para determinar se existe a necessidade de interditar mais residências. Por enquanto, preventivamente, esses moradores que vivem ao redor do deslizamento ficarão em casa de parentes”, explicou o secretário Marco Oliveira.

A prefeita garantiu à comunidade a realização de uma obra emergencial imediata, de contenção e novo sistema de drenagem. “A Prefeitura dará todo apoio. As famílias serão cuidadas, receberão apoio, alimento e depois da avaliação, serão incluídas no nosso programa de aluguel social. A obra emergencial na localidade será feita imediatamente, para manter os demais moradores da região seguros”, disse.

Segundo levantamento feito no local pelos engenheiros da Defesa Civil, a causa do deslizamento foi a combinação entre uma forte chuva e um acúmulo de lixo na encosta e na canaleta da rua Isidoro de Castro. Parte da água que deveria escoar pela rede de drenagem acabou desviando-se, atingindo a residência.

O secretário de Obras e Habitação, Jefferson Deccache, explicou que serão necessárias várias ações no local para assegurar a manutenção das moradias no local. Além da limpeza, uma obra de contenção será necessária.

Tags: Angra, Casa, desabamento, morte, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.