Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Rio

ANP interdita plataforma que adernou na Bacia de Campos

Jornal do Brasil

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) interditou a plataforma de petróleo da empresa Noble Paul Wolf (SS-53), a serviço da Petrobras, que adernou na madrugada desta sexta-feira (28), na Bacia de Campos, Norte Fluminense. A informação está em nota conjunta da ANP com a Marinha do Brasil, distribuída no início da tarde.

De acordo com a nota, não há risco de vazamento de petróleo. A plataforma está no Campo de Marlim, e já foi estabilizada. A Marinha enviou para o local um navio de patrulha e um helicóptero.

“A ANP interditou, por medida cautelar, a Sonda SS-53, até que sejam restabelecidas as condições regulamentares de segurança operacional. A Sonda SS-53, que se encontrava no poço 7-MRL-222HPA-RJS, estava em operação de reentrada e completação do poço, que permanece fechado com tampões de cimento, não havendo risco de vazamento de hidrocarbonetos no mar”, diz a nota.

Segundo a ANP e a Marinha, não há registro de feridos e não há risco à navegação. Sobrevoos sobre o local não identificaram indícios de poluição no mar. Foi aberto um processo de investigação, com prazo de conclusão até 90 dias.

Uma falha na válvula do sistema de estabilização provocou a inclinação, de cerca de 3,5 graus, na plataforma SS-53, na madrugada desta sexta-feira (28), na Bacia de Campos. Segundo a Petrobras, com o problema, houve alagamento de um dos tanques da plataforma e o consequente adernamento da unidade.

>> Plataforma de petróleo aderna em Campos

De acordo com a Noble, a SS-53 é uma sonda submersível usada na perfuração de poços. A empresa operadora da plataforma informou que, apesar da inclinação, não houve danos ao poço, nem poluição. 

Com Portal Terra e Agência Brasil

 

Tags: acidente, bacia, Campos, exploração, interdição

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.