Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Rio

Protesto interdita Avenida Francisco Bicalho, na Zona Portuária

Jornal do Brasil

Uma das pistas da Avenida Francisco Bicalho, na Zona Portuária do Rio, ficou interditada por cerca de duas horas devido a uma manifestação na manhã desta quarta-feira (26). Cerca de 100 pessoas participam do protesto. Eles escreveram a frase "Queremos casa" na pista e fariam parte de um grupo de moradores de um edifício que foi invadido na região. 

Os moradores protestavam contra um projeto de desocupação da prefeitura para a construção no local de cinco prédios do empresário americano Donald Trump.

De acordo com moradores, a prefeitura entregou um cheque de R$ 1,2 mil como forma de indenização para que eles saiam dos imóveis abandonados que ocuparam. O trânsito segue complicado no Centro da cidade, quase uma hora após o termino da manifestação.

Trânsito ficou mais uma vez parado no Rio
Trânsito ficou mais uma vez parado no Rio

O congestionamento apresenta reflexos na Radial Oeste e Rua São Francisco Xavier, no Maracanã, na pista lateral da Avenida Presidente Vargas, no Centro, e ao longo dos túneis Rebouças e Santa Bárbara. Também há reflexos na Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul e na Avenida Marechal Rondon e Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá.

A CET-Rio interditou a saída do Viaduto 31 de Março, que liga o Túnel Santa Bárbara à Presidente Vargas para evitar que mais motoristas fiquem presos no trânsito. Com isso, o motorista que está no elevado deve seguir em direção ao Santo Cristo.

Quem sai da Tijuca e Zona Norte segue por São Cristóvão para acessar a Avenida Brasil ou a Linha Vermelha. Já para quem vem da Zona Sul ou do Centro, a opção é acessar a Via Binário.

Tags: Centro, manifestação, moradia, protesto, Rio, Trânsito

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.