Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Rio

Dom Orani Tempesta celebra sua primeira missa após cardinalato

Cardeal pregou a santidade e trouxe um recado do Papa para o Brasil

Jornal do BrasilLouise Rodrigues*

O Cardeal Dom Orani celebrou sua primeira missa após a nomeação ao cardinalato. A acolhida aconteceu no final da tarde de ontem (25) na Catedral de São Sebastião. Dom Orani foi recebido por autoridades e fiéis que, emocionados, diziam “Viva o Cardeal”. Em seu sermão, pregou a caridade, humildade e o amor ao próximo, estimulando a pregação do evangelho e o estudo da palavra de Deus.

Ao chegar à catedral, Dom Orani foi aplaudido e cumprimentou os fiéis enquanto se encaminhava para o templo. Autoridades militares, políticos, representantes da família real, e do governo também estiverem presentes. Entre eles, o senador Lindberg Farias, o secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame, o presidente da Câmara Paulo Melo, o vice Prefeito Adilson Pires e o ministro Moreira Franco.

A humildade do Cardeal emocionou Maria do Carmo Braga. “Ele é humilde. A Igreja precisa disso. Foi muito merecido esse cardinalato. Estou profundamente emocionada e, mesmo com dificuldades para andar, não podia deixar de comparecer”, declarou a aposentada.

A Igreja estava com quase todos os lugares ocupados, mas muitos fiéis ficaram de pé, na expectativa de estarem mais próximos ao cardeal. Foi o caso do contador Ricardo Saldanha, de 43 anos. Para ele, “Dom Orani é um homem iluminado, simples”. Ricardo também deixou uma palavra para o Cardeal: “Que Deus abençoe esse homem e que ele se mantenha firma em seus princípios”.

A relação entre Dom Orani e o Papa Francisco emociona muitos fiéis, que se sentem mais próximos ao pontífice. Para Agnes Cardoso, que participou da Jornada Mundial da Juventude, “Dom Orani é um exemplo. Ter um Cardeal aqui no Rio de Janeiro é algo que vai muito além de palavras, para mim. Me sinto um pouco mais próxima do Papa porque ele é um homem humilde, que dialoga com a gente. É muito bom poder participar dessa missa”.

Sobre o Papa, Dom Orani contou que “Toda a juventude que estava na Jornada Mundial encantou o Santo Padre”. O Cardeal trouxe também um recado de Francisco para o Brasil: “Eu falei com ele ao final da missa de domingo, que foi celebrada com os Cardeais, na qual ele falou da importância da santidade. Contei que celebraria essa missa hoje e perguntei qual palavra eu poderia trazer para o Brasil. Ele disse: Eu tenho muito carinho por aquele povo. Eles são ladrões porque roubaram o meu coração. E, olhe, diga que eles sabem roubar muito bem”.

O Cardeal fez uma reflexão sobre o papado, que completa um ano em 2014. “O Papa Francisco tem mostrado uma igreja próxima das pessoas, tem chamado a igreja à evangelização e à missão, e, principalmente, tem dialogado com a sociedade. É um líder mundial, que leva adiante a renovação da Igreja”. Sobre os ensinamentos que pretende adotar, Dom Orani relatou: “O Amor para com Cristo e com as pessoas, a proximidade e a preocupação com a questão social. É importante ser sinal de Cristo e da paz, além de buscar a santidade”.

Dom Orani também deixou uma mensagem para os cristãos, dizendo “Sejam unidos! Saibam viver a santidade e caminhar na evangelização”. E se dirigiu aos jovens: “Os jovens deram um belo exemplo no mundo todo. Eles fazem a diferença quando buscam a Cristo e vivem como cristãos. Isso muda a sociedade”.

*Do Projeto de Estágio do Jornal do Brasil

Tags: cardeal, dom orani, jmj, missa, papa

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.