Jornal do Brasil

Quarta-feira, 24 de Setembro de 2014

Rio

Dom Orani, a simplicidade e abertura a serviço do bem

Jornal do BrasilAlessandro Molon*

Lembro-me quando, em 2009, fui à missa de posse de Dom Orani Tempesta como Arcebispo do Rio de Janeiro, na Catedral Metropolitana. Era a primeira vez que o via pessoalmente. De meus amigos no Pará já havia ouvido as melhores referências a seu respeito – Dom Orani havia passado os ltimos cinco anos como Arcebispo de Belém.

De lá para cá, Dom Orani não só confirmou, mas superou qualquer expectativa. Sua chegada trouxe um novo ânimo para a Igreja no nosso estado. O reconhecimento de sua atuação veio no dia 12 de janeiro, quando o Papa Francisco anunciou seu nome como um dos 19 novos cardeais. Com sua simplicidade característica, Dom Orani diz que foi “pego de surpresa” e ficou até com frio na barriga. Na Praça de São Pedro, no Vaticano, a escolha foi ovacionada pelos fiéis que ali estavam.  

A indicação do Papa Francisco não poderia ter sido mais acertada. À imagem do Sumo Pontífice, Dom Orani esbanja simpatia e bom-humor, aliados a uma grande sensibilidade e abertura para o diálogo. Agregador, está sempre disposto a conversar com todos, não só da Igreja Católica, mas das mais diversas religiões. Uma qualidade, aliás, que deve ser extremamente valorizada nestes tempos de intolerância. 

À frente da Jornada Mundial da Juventude, recebeu milhões de pessoas unidas pelo sentimento de alegria e fé. O evento representou, também, o encontro de pessoas que simbolizam o que de melhor faz a Igreja: Papa Francisco e Dom Orani buscam se aproximar da população, pisando o mesmo chão que o povo pisa. Não ficam encastelados, mas, sim, dedicam-se à ação pastoral, com especial atenção aos mais pobres e mais necessitados. 

No dia 22 deste mês, Dom Orani estará em Roma para tornar-se Cardeal. “Como os cariocas torceram tanto, agora eles têm a obrigação de rezar para que eu desempenhe bem esta missão, que é importante não só para a Igreja como para o mundo todo”, disse este paulista bastante carioca, ao comentar a escolha do Pontífice. Dom Orani, não só os moradores do Rio, como de todo o Brasil estão com o senhor nesta caminhada, que, calcada nos mais importantes valores cristãos, como prega o Papa, continuará a trazer mais esperança, solidariedade e alegria.

*Alessandro Molon é deputado federal pelo PT-RJ.

Tags: a igreja, ânimo, estado, no nosso, NOVO, para, um

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.