Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Rio

Operação Carnaval da prefeitura do Rio começa neste sábado

Agência Brasil

Com o desfile oficial dos blocos de rua já iniciado, o esquema especial para o carnaval 2014, da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio), começa a funcionar neste sábado (15), quando se intensificam as festividades. A operação de trânsito, c om monitoramento e fiscalização, divulgada hoje (12), segue até o dia 9 de março.

Nos 23 dias de pré-carnaval, carnaval e pós-carnaval, serão 8.644 agentes trabalhando nos cerca de 700 desfiles dos 457 blocos autorizados este ano. O aumento no efetivo foi de 11,2%, comparado a 2013, apesar da previsão de leve diminuição na estimativa de público, que chegou a 5,3 milhões de pessoas no ano passado, e para este ano está estimado em 5 milhões de foliões. Em 2013, a cidade recebeu 1,2 milhão de turistas no carnaval, que geraram renda de US$ 848 milhões, segundo a Riotur.

A prefeitura não autorizou barracas de ambulantes na Cinelândia, e retirou 30 pontos de vendedores no centro da cidade. Também estão proibidas estruturas nas concentrações dos blocos que atrapalhem a fluidez do desfile e acampamentos nas vias públicas, praças e praias. Os 5 mil ambulantes credenciados terão que trabalhar com colete, credencial com foto e isopor padronizado.

Para organizar o trânsito, serão 1.035 agentes, 102 painéis de mensagens variáveis, 85 motocicletas e 60 veículos operacionais. Ao todo, 20 reboques atuarão por dia para coibir o estacionamento irregular. A orientação da prefeitura é para deixar o carro em casa e utilizar o transporte público. Em toda a cidade, 600 câmeras da prefeitura e 400 de instituições parceiras ajudam a monitorar todos os eventos para fazer intervenções necessárias no tempo de semáforos.

Este ano, o número de posições de banheiros químicos disponibilizados aumentou 33%, chegando a 21,5 mil. No ano passado, a repressão ao xixi na rua levou às delegacias quase 3 mil pessoas, sendo 224 mulheres e 37 estrangeiros. Foram contratadas 80 diárias de ambulâncias de UTI móvel e montados sete postos médicos: três no centro, três em Ipanema e dois em Copacabana.

Fiscais da campanha Lixo Zero também vão acompanhar os desfiles dos blocos para multar foliões que jogarem lixo no chão. Serão 235 equipes, que também vão distribuir folheto educativo e sacolas de lixo. A operação da Comlurb conta com 1.080 garis por dia só para os desfiles dos blocos e 2.100 contêineres nos locais de passagem dos foliões, o dobro do ano passado. A coleta seletiva vai funcionar nos blocos Simpatia é Quase Amor, Bola Preta e Bloco da Preta.

A lista completa dos blocos de rua do carnaval do Rio de Janeiro está disponível no site www.rioguiaoficial.com.br. Este ano serão 144 na zona sul, 84 na zona norte, 90 no centro, 53 na Grande Tijuca, 35 na Barra da Tijuca, 25 na zona oeste e 26 na Ilha do Governador.

No próximo sábado (15) desfilam, entre outros, o Spanta Neném, na Lagoa Rodrigo de Freitas, e o Imprensa que eu Gamo, em Laranjeiras, ambos com público estimado de 10 mil pessoas, e a Banda de Ipanema, que espera 80 mil foliões.

Tags: Blocos, Carnaval, desfile, Rio, ruas, Trânsito

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.