Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Dezembro de 2014

Rio

Polícia continua buscas por suspeito de acender rojão que matou cinegrafista

Agência Brasil

Policiais civis continuam as buscas pelo suspeito de acender o artefato explosivo que matou o cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade. Ele foi atingido durante manifestação na quinta-feira (7), no Centro da capital fluminense.

A identidade do suspeito, de 23 anos, foi confirmada pelo tatuador Fábio Raposo, que já está preso, e confessou ter repassado o explosivo. O mandado de prisão foi expedido ontem (10) pela Justiça fluminense pelo crime de homicídio doloso qualificado por uso de explosivo.

>> Justiça decreta prisão do suspeito de acender rojão que matou cinegrafista

>> RJ: polícia divulga foto de homem acusado de lançar rojão que matou cinegrafista

Santiago Andrade fazia a cobertura da manifestação quando foi atingido por uma rojão, deixado no chão por manifestantes em frente à Central do Brasil. Ele chegou a ficar internado no Hospital Souza Aguiar, mas teve morte cerebral. A família autorizou a doação dos órgãos. O velório e a cremação do corpo do cinegrafista ocorrerão na quinta-feira (13), no Cemitério do Caju, zona norte.

Tags: acusado, band, cinegrafista, morte, rojão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.