Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Rio

Dom Orani: um Cardeal apostólico e acolhedor

Concretizou-se o que todos nós esperávamos

Jornal do BrasilPe. Josafá Carlos de Siqueira*

Depois de um tempo de espera, concretizou-se aquilo que todos nós esperávamos, a saber, a nomeação de D.Orani João Tempesta, como Cardeal da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. A PUC-Rio sente-se honrada em saber que o Grão Chanceler da primeira e mais destacada Pontifícia Universidade Católica do Brasil, assume agora esta nova missão apostólica a serviço da Igreja e do Povo de Deus.

Padre Josafá Carlos de Siqueira
Padre Josafá Carlos de Siqueira

Esta nomeação feita pela Papa Francisco não só corresponde ao espírito apostólico do novo Pontífice, como também à maneira simples e acolhedora que o novo Cardeal tem demonstrado com as diferentes realidades que integram a Igreja do Rio de Janeiro. Longe dos excessivos formalismos que dificultam uma maior proximidade das pessoas, D.Orani tem procurado marcar a sua missão com o testemunho de uma vida evangélica, aproximando-se das pessoas e das pluriversas realidades de uma cidade tão aberta e cosmopolita como o Rio de Janeiro. Hoje tomamos consciência de que o Espírito Santo escolheu a pessoa ideal para o lugar certo, pois somente um bispo apostólico, acolhedor e dinâmico é capaz de atender as inúmeras exigências e complexidades da Igreja local.

Embora com uma história recente no Rio de Janeiro, D. Orani tem deixado transparecer alguns traços de seu trabalho apostólico na Arquidiocese, muitos dos quais reconhecidos e compartilhados pelo Povo de Deus, pela imprensa e por aqueles que convivem mais diretamente com ele. Destaco pessoalmente três destes traços.

O primeiro consiste na sua capacidade de conviver com simplicidade em todos os estratos sociais, sempre dinâmico, acolhedor e comunicativo, procurando, dentro das possibilidades cumprimentar, ouvir e falar com aqueles que dele se aproximam. Seu dinamismo apostólico tem permitido agendar compromissos em diferentes situações e locais, mostrando com a vida o quanto é importante a presença da Igreja nos atos litúrgicos, nas comemorações, nas manifestações culturais, nos espaços acadêmicos, nos encontros informais etc.

O segundo, diz respeito à comunicação, tanto na linguagem coloquial, como o uso dos meios eletrônicos. Sua maneira didática e prática de comunicar a Palavra de Deus é acolhida por todos, numa mistura entre profundidade, adequação e atualidade. O uso permanente que ele faz cotidianamente através da comunicação direta e eletrônica, tem possibilitado o acesso das pessoas e das redes sociais, com respostas rápidas e objetivas. É um pastor que tem procurado utilizar os meios disponíveis para levar a mensagem do Evangelho ao coração das pessoas.

O terceiro se refere à sua preocupação com o diálogo inter-religioso, procurando sempre apoiar e manter presença nos eventos, sejam aqueles que visam aproximar as diferentes concepções religiosas, através de congressos, mesas-redondas, debates etc, como também em atividades informais,onde se fazem presentes as diferentes religiões. Pelo contexto histórico da cidade do Rio de Janeiro, e seguindo o apelo que tem feito o Papa Francisco sobre este assunto, cremos que o Cardeal Orani está perfeitamente sintonizado com este importante e necessário desafio apostólico de aceitar, respeitar e conviver com as diferentes concepções religiosas.

Pedimos a Deus que continue dando ao Cardeal Orani a sabedoria e força interior para levar adiante a sua grande e desafiadora missão de pastoreio e liderança.

*Pe. Josafá Carlos de Siqueira SJ é reitor da PUC-Rio.

Tags: através, concepções, de congressos, debates, mesas-redondas, religiosas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.