Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Rio

Rio: advogado diz já ter pista de nome de suspeito de soltar rojão

Portal Terra

O advogado do tatuador Fábio Raposo, 22 anos, disse, na manhã desta segunda-feira, que chegou ao nome do homem que teria acendido o pavio do rojão que atingiu o cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade em uma manifestação na última quinta-feira. Segundo Jonas Tadeu, seu cliente lhe passou o contado de uma pessoa que poderia conhecer o segundo suspeito.

“Essa pessoa me passou o nome do homem que teria acendido o pavio, mas temos que averiguar se realmente é esta pessoa. Agora vou passar essa informação para a autoridade policial, que dará continuidade à investigação”, disse, em entrevista a Globo News.

"Vou passar essa informação para a autoridade policial", disse o advogado
"Vou passar essa informação para a autoridade policial", disse o advogado

Segundo Jonas, Fábio Raposo está colaborando com as investigações e a expectativa da defesa é de que seu cliente possa ser beneficiado pelo programa de delação premiada. Raposo foi preso na manhã de ontem em cumprimento a um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça. Ele foi detido por policiais da 17ª Delegacia de Polícia (DP) na casa dos pais no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro.

No sábado, o jovem havia se apresentado à 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, onde negou sua participação no crime. No depoimento, Fábio alegou ter encontrado o artefato no chão, entregando-o para uma segunda pessoa, que o teria acendido. A polícia, no entanto, informou que não acredita na versão apresentada por Fábio.

Segundo o advogado, ele aconselhou à pessoa que teria acesso ao segundo suspeito dizer para ele se entregar. “Foi uma negligência dele”, disse Tadeu. O advogado não quis passar o nome do 2º suspeito, dizendo que ele deve ser “preservado” até uma eventual confirmação.

Após ser ouvido na 17ª DP ontem, Fábio Raposo foi encaminhado para a Cadeia Pública Patrícia Acioli, em São Gonçalo, onde aguarda a informação do presídio para onde será transferido. Tadeu, no entanto, informou que já protocolou um Habeas Corpus e aguarda a decisão da Justiça.

Tags: ataque, cinegrafista, ferimento, manifestação, rojão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.