Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Rio

Pavão-Pavãozinho e Cantagalo ganham sistema de distribuição de água

A próxima comunidade a ser beneficiada será a Rocinha

Jornal do BrasilCláudia Freitas

A Cedae inaugurou, na manhã desta terça-feira (4), o  novo sistema de distribuição de água das comunidades Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, na Zona Sul do Rio. A bomba única que abastecia a região foi substituída por um conjunto composto por duas moto-bombas e mais uma elevatória  com capacidade para armazenar 650 mil litros de aguá, que atenderá a mais de 30 mil moradores das duas comunidades e da Rua Saint Roman.

Segundo o presidente da Cedae, Wagner Victer, a setorização no abastecimento vai facilitar a operação do sistema e aumentar a oferta de água nas comunidades, que contam agora com bombas exclusivas para cada uma delas. "Esse é um equipamento moderno e bem mais potente, chega tranquilamente no ponto mais alto do morro. Com certeza, será satisfatório para as comunidades", afirmou Victer.

Presidente da Cedae inaugura novo sistema de distribuição de água no Pavão-Pavãozinho e Cantagalo
Presidente da Cedae inaugura novo sistema de distribuição de água no Pavão-Pavãozinho e Cantagalo

O projeto que incluiu a instalação das bombas, com potência de 125 HP, além da nova linha de recalque (tubulação que levará água até a elevatória) e o reservatório de água, teve um investimento de R$ 10 milhões. A próxima comunidade carioca que será beneficiada com a modernização do sistema de abastecimento será o Complexo da Rocinha, também na Zona Sul. "Num prazo máximo de 90 dias a Rocinha terá a maior elevatória da cidade. Como a região é bem ingrime, traçamos e estamos executando um projeto adequado para comunidade", disse Victer. 

O presidente da Cedae  ainda informou que a companhia vai investir esse ano cerca de R$ 2 bilhões em obras de reparo e modernização  da rede de água e esgoto, em diversos pontos do Rio, especialmente na região metropolitana.

Comunidade recebia água apenas uma vez na semana

Comunidade Pavão Pavãozinho, Zona Sul do Rio de Janeiro
Comunidade Pavão Pavãozinho, Zona Sul do Rio de Janeiro

"Atenção! Atenção! Teremos a inauguração da nossa elevatória. Quero que todos prestem atenção nas suas torneiras e liguem os seus pontos de recebimento". No início da semana passada, a voz de Alzira Amaral, presidente da Associação de Moradores do Pavão Pavãozinho, ecoou pelos quatro cantos da comunidade, anunciando através de um megafone a notícia mais esperada nos últimos anos. Alzira conta que os moradores sofrem com a falta de água desde que a comunidade foi criada e o abastecimento era feito alternando os ramais das diversas regiões, cada um recebia o líquido apenas uma vez na semana. "E conforme a comunidade foi crescendo, o problema foi se tornando ainda mais grave e prejudicando um número maior de famílias", destacou a presidente da associação.

Alzira Amaral, presidente da Associação de Moradores do Pavão Pavãozinho
Alzira Amaral, presidente da Associação de Moradores do Pavão Pavãozinho

"Lavar roupas, tomar banho são atividades complicadas quando não se tem uma gota de água na torneira. Até hoje tivemos que apelar para casas de amigos e parentes. Esse foi o melhor presente que a Cedae nos deu, agora é só alegria.", disse Alzira. Foi ela quem acompanhou todo o processo de implantação do novo sistema junto à Cedae, intermediando o diálogo entre os moradores e os técnicos da companhia. Segundo ela, desde o dia 27 de fevereiro o sistema da Cedae está em fase de adaptação na região e alguns problemas pontuais ainda são registrados. "Conforme os moradores reclamam de alguma falha no seu recebimento de água, eu repasso para a Cedae e eles resolvem logo. Isso já era esperado e estamos fazendo as devidas adequações", destacou Alzira.

Tags: água, atendimento, cedae, comunidade, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.