Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Rio

Filho de Eduardo Coutinho tem prisão preventiva decretada por morte do pai

Portal Terra

A Justiça do Rio de Janeiro decretou nesta segunda-feira a prisão preventiva de Daniel de Oliveira Coutinho, 41 anos, principal suspeito de matar a facadas o pai, o cineasta Eduardo Coutinho, e de esfaquear a mãe, Maria das Dores Oliveira, no apartamento da família no último domingo. Ele foi preso em flagrante pela polícia, e a Justiça entendeu que as provas iniciais são suficientes para que o filho do cineasta fique preso "para a garantia da ordem pública".

"Entendo que sua prisão preventiva deve ser decretada para a garantia da ordem pública. Segundo se extrai dos autos, o indiciado foi apreendido logo após confessar, na frente de vizinhos, ter desferido contra seus pais golpes de faca, levando a óbito seu genitor e deixando sua genitora em grave estado de saúde no Hospital", assinou a juíza Nathália Magluta na decisão.

>> País perdeu "seu maior documentarista", diz Dilma

>> Eduardo Coutinho não merecia destino trágico, dizem cineastas

>> Cineasta Eduardo Coutinho é morto a facadas no Rio

Coutinho era considerado um dos maiores documentaristas do Brasil. Entre outros filmes, ele é autor de Cabra Marcado para MorrerBabilônia 2000Jogo de Cena e Edifício Master. Entre as diversas premiações internacionais e nacionais que recebeu, o documentarista é vencedor do Kikito de Cristal, tido como a mais importante premiação do cinema nacional, pelo conjunto de sua obra. 

Tags: cineasta, documentários, enterro, Filho, morte

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.