Jornal do Brasil

Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

Rio

Veja histórico de acidentes em linhas de trem no Rio

Portal Terra

O descarrilamento de um trem da SuperVia nas proximidades da estação São Cristóvão, nesta quarta-feira, é o mais novo caso de uma série de incidente registrados nas linhas de trens do Rio de Janeiro. Desde janeiro de 2013, dezenas de ocorrências foram registradas em linhas administradas pela concessionária SuperVia, entre colisões, descarrilamentos, panes, passageiros que caíram dos trens e até tiroteios. 

Confira a lista de incidentes: 

22 de janeiro de 2014 - Nesta quarta, um trem descarrilou na altura da estação São Cristóvão. Segundo a concessionária, o trem seguia da Central do Brasil para Saracuruna, quando saiu dos trilhos. O problema ocorreu às 5h15 e não deixou feridos. Por causa do acidente, a circulação de trens foi prejudicada em todos os ramais. 

14 de janeiro - Um passageiro morreu após cair em um vão entre a plataforma e um trem da SuperVia. A vítima desembarcava de uma composição que seguia da Central do Brasil para Deodoro na estação Praça Bandeira (ramal Deodoro) quando se acidentou, por volta das 9h30.

27 de novembro - Um trem com passageiros descarrilou no ramal Santa Cruz. Segundo a SuperVia, o trem seguia de para a Central do Brasil quando, por volta das 8h30, descarrilou ao sair da estação Engenho de Dentro. Ninguém se feriu no local.

11 de novembro - Um trem da Supervia ficou parado entre as estações Comendador Soares e Nova Iguaçu, no ramal de Japeri, na Baixada Fluminense, às 17h20. A composição ficou sem condições de seguir viagem e, por isso, os passageiros tiveram de descer e caminhar nos trilhos.

24 de setembro - Passageiros desceram de um trem que enguiçou na Estação São Francisco Xavier, na zona de norte, por volt das 18h05. Revoltados com o problema, eles tentaram incendiar a a cabine do maquinista e vandalizaram a composição. 

23 de setembro - Uma composição do ramal de Saracuruna que seguia para a Central do Brasil apresentou problema mecânico na estação Penha Circular e causou atrasos. O trem ficou parado por quase meia hora e deixou os passageiros indignados.

15 de setembro - Um trem que seguia de Santa Cruz para a Central do Brasil no Rio de Janeiro foi atingido por um tiro. Ninguém se feriu. Segundo a SuperVia, o maquinista da composição percebeu a presença de homens armados às margens da via férrea às 16h30, quando passava entre as estações Padre Miguel e Realengo. O condutor acionou o Centro de Controle Operacional e, ao continuar a viagem, escutou o barulho de disparo de arma de fogo.

3 de setembro - Um trem da SuperVia foi incendiado por passageiros, às 9h13, na estação Quintino, no Rio de Janeiro. A composição estava parada aguardando a normalização da circulação para seguir viagem quando o fogo começou. Segundo a concessionária, não existe material inflamável nos trens e, por isso, suspeita que o fogo foi criminoso. 

29 de agosto - Um problema na rede aérea, entre as estações Oswaldo Cruz e Engenho de Dentro, interrompeu a viagem de três composições às 6h20.Por causa do problema, alguns usuários ocuparam as linhas próximo à estação Oswaldo Cruz para tentar interromper a circulação e arremessaram pedras e pedaços de madeira nos trens.

25 de julho - Um ato de vandalismo no ramal de Japeri da SuperVia obrigou a interrupção da viagem de um trem, fazendo com que os passageiros desembarcassem. A circulação nos ramais de Japeri e Santa Cruz sofreu atrasos por cerca de uma hora. Funcionários constataram que uma pessoa desconhecida arremessou um paralelepípedo do alto de uma passarela sobre a rede aérea, danificando um dos cabos de energia que alimentam o sistema.

5 de julho - Um trem de manutenção atingiu um ônibus que atravessou a passagem de nível Aurélio Valporto, em Marechal Hermes, zona norte do Rio de Janeiro, por volta de 11h45. Pelo menos 18 pessoas ficaram feridas. 

5 de junho - Uma mulher foi atropelada por um trem, às 12h15, quando atravessava a passagem em nível da estação Pavuna/São João de Meriti, do ramal Belford Roxo. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados para o socorro, mas ao chegarem ao local, constataram que ela havia morrido. 

18 de abril - Um homem morreu na tarde depois de cair no vão entre o trem e a plataforma na estação Brás de Pina. Segundo a SuperVia, concessionária responsável pela operação dos trens, o acidente ocorreu por volta de 15h. 

12 de abril - Um passageiro caiu de um trem em movimento sobre os trilhos entre as estações Vila Militar e Deodoro, na zona oeste do Rio de Janeiro. Agentes de controle da SuperVia acionaram o Corpo de Bombeiros, que resgatou o homem ferido e o levou para um hospital.

11 de abril - Um trem descarrilou durante a noite a 700 metros da Estação Central do Brasil. Com destino a Santa Cruz, o trem transportava cerca de 400 pessoas e descarrilou logo depois de deixar a plataforma. 

3 de abril - Um trem que seguia da Central do Brasil para Santa Cruz descarrilou perto da estação, por volta de 19h30. Por conta do acidente, a circulação de trens nas linhas próximas à Central do Brasil foi interrompida. Segundo a SuperVia, que administra as linhas, os passageiros precisaram desembarcar do trem e caminhar até a plataforma da estação. 

18 de março - O descarrilamento da roda de um trem que fazia o percurso Belford Roxo-Central do Brasil, às 11h38, interrompeu a viagem que o carro fazia, a 100 metros da estação São Cristóvão. Os cerca de 100 passageiros tiveram que desembarcar na via.

28 de fevereiro - Dois funcionários de uma empresa que presta serviços à SuperVia morreram após serem atropelados por um trem enquanto trabalhavam na via férrea, entre as estações Quintino e Cascadura, no Rio de Janeiro. 

8 de fevereiro - Uma passageira foi atingida por um tiro no pé esquerdo quando transitava pela plataforma da estação Senador Camará, no ramal Santa Cruz, no Rio de Janeiro. Segundo nota divulgada pela SuperVia, agentes acionaram o Corpo de Bombeiros e o Grupamento de Polícia Ferroviária (GPFer) para prestar atendimento à passageira Joice Rodrigues da Silva, de 28 anos.

Tags: Acidentes, batidas, mortes, Rio, trens

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.