Jornal do Brasil

Quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Rio

Dom Orani celebra missa na Cruzada São Sebastião (RJ)

Nova cardeal embarca para Roma no próximo mês

Portal Terra

Pego de surpresa pelo anúncio do papa Francisco, o novo cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, disse que ficou muito feliz pela nomeação ter saído neste domingo. “É quando a trezena de São Sebastião (que prepara a festa do padroeiro do Rio de Janeiro) se encontra na metade e no dia do batismo, um dia muito especial para quem anuncia o nome de Jesus Cristo”, disse ao Terra após celebrar missa na igreja dos Santos Anjos, na Cruzada São Sebastião, uma comunidade fundada há 50 anos por Dom Helder Câmara. 

“Foi providência divina estar aqui num lugar que tem a marca de dom Helder, que trouxe o nome de São Sebastião para cá e que foi uma tentativa de solucionar a questão da moradia”, lembrou.

Dom Orani celebra missa na Cruzada São Sebastião
Dom Orani celebra missa na Cruzada São Sebastião

Logo após a missa, dom Orani fez uma oração na esquina da comunidade ao lado da imagem de São Sebastião. Em seguida visitou o apartamento de Marli de Oliveira, que mora numa quitinete com a neta Juliana. Muito emocionado com a honraria, Marli não conseguia parar de chorar. 

Quando Dom Orani entrou no apartamento, mais calma, Marli falou das dificuldades do seu dia-a-dia como gari. “Meu ex-marido teve três derrames e vive na casa de uma filha. E me deixou esse apartamento para poder morar”, contou. 

Marli e Juliana moram no apartamento. Ela tem 61 anos e trabalha como gari da Comlurb. “Foi muita emoção receber o Cardeal em casa”, disse Juliana, estudante do quinto período de Comunicação na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). 

A casa é simples. Tem um banheiro pequeno com chuveiro e vaso sanitário, na entrada uma pia e um pequeno fogão e, no único cômodo, dividido por uma cômoda com TV em cima, um armário de cozinho e um microondas, além de dois armários de roupa e uma cama de solteiro. 

Juliana contou que a bisavó, Helena Maria dos Santos, que também mora na comunidade, recebeu o apartamento de presente de dom Hélder em 1963, quando ele ainda era bispo auxiliar do Rio de Janeiro. A irmã de Marli, Rosângela, trabalha na igreja dos Santos Anjos. “Decidi visitar o menor apartamento do local, não só para abençoá-los, mas para desejar que todos tenham moradias dignas e possam criar seus filhos”, reafirmou.

A rotina de dom Orani não deve mudar em nada até o mês de fevereiro, quando viaja a Roma para receber a nomeação. “O anúncio é uma graça de Deus e peço que rezem por mim para que possa continuar servindo a Igreja, mais ainda,” disse, contando que a programação da festa segue normal. 

Durante a trezena, dom Orani prevê visitar uma série de igrejas e comunidades em toda a cidade do Rio de Janeiro. “E no dia 20 vamos ter a procissão, saindo às 16h da Tijuca e indo para o centro. Até lá, com um pouco mais de sombra, e uma temperatura mais agradável, talvez uns 40ºC”, brincou com o calor que fazia na manhã deste domingo na capital fluminense. 

Tags: a, de dom, deve, em, mudar, nada, não, orani, rotina

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.