Jornal do Brasil

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Rio

Justiça recebe denúncia contra casal por prática de atos obscenos na JMJ

Para promotoria, Raissa Vitral e Gilson Rodrigues praticaram crimes durante cerimônia do evento

Portal Terra

A 16ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro recebeu na sexta-feira a denúncia do Ministério Público contra um casal, acusado de praticar atos obscenos durante uma das cerimônias religiosas ocorridas durante a Jornada Mundial da Juventude, realizada entre os dias 24 e 28 de julho de 2013.

O casal, que participou de uma das missas na praia de Copacabana, Zona Sul do Rio, vai responder em liberdade pelos crimes de ultraje público ao pudor, resultantes de preconceito de raça ou de cor, concurso formal, vilipendiar ato ou objeto de culto religioso e concurso material.

De acordo com a denúncia do MP, Raissa Senra Vitral e Gilson Rodrigues Silva Junior demonstraram intolerância religiosa com os católicos presentes no evento. Segundo a denúncia, Raissa esfregou uma imagem católica em suas partes íntimas e também introduziu uma cruz no ânus de Gilson.

Papa Francisco no Brasil?

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 foi realizada entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, organizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos com o Papa. Esta edição da JMJ reuniu mais de 3 milhões de pessoas, entre elas peregrinos de 175 países. A JMJ 2013 marcou também a primeira visita internacional do papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica, em 13 de março deste ano. A próxima edição do evento será realizada em 2016, em Cracóvia, na Polônia.

Tags: crime, denúncia, jmj, MP, protestos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.